• Home
  • Ator de "Made In Chelsea" mata crocodilo e desperta indignação do público

Ator de "Made In Chelsea" mata crocodilo e desperta indignação do público

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/Channel4
Reprodução/Channel4

Ele é conhecido por seu caráter amável na série norte-americana Made In Chelsea. Porém, o ator Ollie Locke, 28, causou revolta entre o público após matar um crocodilo em um episódio do programa de televisão “Celebrity Island with Bear Grylls”.

Locke foi incentivado a saltar sobre as costas do réptil e a esfaqueá-lo no pescoço sob o pretexto de usá-lo para saciar a fome das celebridades que participam do programa.

Os fãs ficaram indignados com as cenas brutais e muitos mostraram sua indignação no Twitter. Um espectador escreveu: “Oh meu Deus, Ollie Locke não está mostrando absolutamente nenhum remorso pelo crocodilo”.

Reprodução/Channel4
Reprodução/Channel4

“Não é uma morte pela sobrevivência, se você deliberadamente leva as pessoas para fora de Chelsea para perturbar a natureza #CelebrityIsland”, acrescentou outro.

A atriz de Made in Chelsea Lucy Watson, que é uma grande apoiadora da PETA, estava entre os que criticaram Ollie.

Reprodução/Lucy Watson, Twitter
Reprodução/Lucy Watson, Twitter

“Acho que há maneiras melhores de arrecadar dinheiro para caridade do que matar um jacaré para entretenimento, especialmente quando você pode comprar comida”, escreveu no Twitter.

Ollie ainda não respondeu diretamente às críticas e um porta-voz do Channel 4, que transmite o programa, argumentou que as mortes de animais foram realizadas “humanitariamente”, informou o Daily Mail.

“A premissa da série, além de apoiar o combate ao câncer, é deixar as celebridades sem todas as conveniências da vida moderna e ver se elas fazem o que é preciso para sobreviver e alimentar-se é uma parte fundamental disso”, disse ele.

Nota da Redação: Mais uma vida inocente foi encerrada de maneira atroz em nome da ganância humana. Este crocodilo não foi assassinado por uma questão de sobrevivência, mas sim devido ao entretenimento forjado por um programa de televisão que promove o desrespeito e a crueldade com outras espécies. Que este caso sirva como um ponto de partida para o público refletir sobre os bilhões de animais mortos pela indústria da carne e adotar hábitos que não incentivem essa matança.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Há muitos programas deste tipo na televisão. São apavorantes. Fazem sucesso, o que mostra como há pessoas ainda num nível muito baixo. E o pior é ter de ouvir absurdos como este de “foram morte humanitariamente.” Tem outra coisa horrível: eles podem matar. Nunca são presos pelos assassinatos que cometem. Aqui no Brasil tem, ou tinha, um tal de Fazenda que era assim também. Tinha um outro da Anna Hickman que as pessoas tinham de matar galinhas. Me esqueci o nome de outro transmitide pela globo. Desafio? Eles ficavam numa ilha e volta e meia matavam animais. Nada de mal aconteceu com eles. Mas creio que alguém entrou na justiça e o show saiu do ar. Um defensor dos animais conseguiu isso. Não me lembro dos detalhes. Estão aí criticando o rapaz, mas o diretor do programa é também cúmplice E o canal também.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>