• Home
  • A dor do cativeiro resumida em uma imagem

A dor do cativeiro resumida em uma imagem

0 comments

Por Ana Luiza Yoneda / Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Maxim Zmeyev/Reuters
Maxim Zmeyev/Reuters

Chris Draper, gerente do programa para animais selvagens em cativeiro na Born Free Foundation, no Reino Unido, comentou sobre a imagem de um orangotango de Sumatra extremamente deprimido em seu recinto no zoo de Moscou, na Rússia.

“É difícil dizer muita coisa sem um maior contexto e entendimento da clausura”, ele disse e comentou, ” a foto apresenta um enorme contraste entre os visitantes do zoológico e o orangotango: um momento de curiosidade e diversão para os visitantes, e uma vida infeliz e aprisionada para o orangotango.”

Na natureza, explica Draper, “orangotangos são quase que exclusivamente arbóreos — encontrando segurança e conforto no alto das árvores, aqui vemos uma situação onde um número infinito de visitantes anda na mesma altura desse símio inteligente e sensível, o que representa grande estresse e insegurança”, afirma.

Orangotangos de Sumatra estão correndo grande risco de extinção, existindo atualmente apenas 7.300 indivíduos no mundo.

“É difícil de imaginar como exibir o animal dessa forma está ajudando a conservar os orangotangos selvagens,” observa Draper para a reportagem do The Dodo. “Os visitantes se tornarão conservacionistas ferrenhos ou até reconsiderar o uso do óleo de palma — no qual a produção é um contribuinte significante para a destruição o habitat do orangotango — dando umas risadas enquanto observam o símio em cativeiro? Algo me diz que é improvável,” lamenta Draper.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>