• Home
  • Exploração e respeito: um tanque pequeno demais para nós dois

Exploração e respeito: um tanque pequeno demais para nós dois

0 comments

Divulgação
Divulgação

Depois do avanço na aprovação da lei que bane o cativeiro e os programas de reprodução de orcas para entretenimento na Califórnia, o retrocesso da indústria que explora animais para shows parece permanecer intacto em outros estados americanos.

O Sea World Parks & Entertainment Inc. anunciou ontem, 27, que a unidade de San Antonio, no Texas, passará por uma reforma – que inclui a instalação de uma montanha-russa e um projeto arquitetônico menos “antinatural” para os tanques onde vivem orcas e golfinhos -, a fim de realizar shows mais “respeitosos” e educativos com os animais.

O porta-voz da novidade foi Carl Lum, presidente do parque, que reafirmou o conceito criado pelo marketing do grupo, dizendo “que a percepção do público mudou, então, o Sea World está mudando também”, e que os shows, na verdade, não serão shows: o público pagará para ver o comportamento natural das orcas.

Não, ninguém vai ver o comportamento natural das orcas, Sr. Lum. Porque, convenhamos: basta o mínimo de senso comum para perceber que não há como uma orca confinada em uma piscina há tanto tempo, nadando em círculos inúmeras vezes por dia e treinada para realizar truques durante anos apresentar qualquer comportamento natural.

Não, ninguém vai cair nessa, Sr. Lum. Assim como ninguém vai acreditar que colocar meia dúzia de pedras ou plantar duas árvores em volta dos tanques fará qualquer diferença no cativeiro cruel do seu parque.

E sabe por quê? Porque o problema, Sr. Lum, não está na sua piscina, no formato dos seus shows, na montanha-russa que ainda não foi instalada. Está no seu modelo de negócio. Um modelo de negócio que se tornou inadmissível diante de uma sociedade mais consciente e evoluída.

Não, ninguém vai aceitar mudanças que não mudam nada, Sr. Lum. Simplesmente porque exploração com respeito não existe.

Carol Zerbato é ativista pró-animais da PETA (People for the Ethical Treatment of Animals)

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>