• Home
  • Idoso abandona planos de aposentadoria e abre santuário para cães abandonados

Idoso abandona planos de aposentadoria e abre santuário para cães abandonados

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/ Arunachala
Reprodução/ Arunachala

Quando o aposentado Leslie Robinson estava prestes a completar 70 anos, ele decidiu que iria passar o restante de seus dias no Himalaia, mas primeiro, ele iria visitar Tiruvannamalai na Índia por cerca de 10 dias. Mal ele sabia que iria ficar ali pelos próximos 10 anos.

Como um amante dos animais, Robinson simplesmente não podia deixar a cidade onde estava hospedado após descobrir que as autoridades planejavam matar cães abandonados em alguns dias sob o pretexto de controle populacional. Centenas de telefonemas depois, Robinson foi capaz de atrasar o plano das autoridades com uma condição: era preciso um programa alternativo para salvar os animais.

Reprodução/ Arunachala
Reprodução/ Arunachala

Foi então que ele decidiu abandonar seu plano de ir ao Himalaia e abrir o santuário Arunachala Animal Sanctuary and Rescue Shelter.
Agora, aos 80 anos, Robinson trabalha com uma equipe de 23 pessoas para ajudar o maior número de cães abandonados possível e, como existem inúmeros animais desabrigados na Índia, esse trabalho parece nunca ter fim.

As pessoas levam animais abandonados ou feridos ao santuário que oferece água, alimento, espaço para brincar, cuidados veterinários e muitos abraços aos animais. A clínica do Arunachala recebe até 800 pacientes por mês.

Reprodução/ Arunachala
Reprodução/ Arunachala

O local cuida principalmente de filhotes de cachorro, mas outros animais também recebem abrigo e atendimento se necessário. Isso mostra o quão compassivo o local é com todos os seres vivos.

A escolha de Leslie Robinson de resgatar animais é verdadeiramente inspiradora. Milhares de animais na Índia devem suas vidas à bondade do idoso, informa o One Green Planet.

Sua determinação é admirável. Ele usou suas economias para fundar o santuário e, posteriormente, recebeu apoio de doadores privados Em um mundo no qual tantas pessoas se afastam das dificuldades, especialmente quando estão relacionadas a outros animais, Robinson decidiu reorganizar sua vida para ajudá-los. Este é um desafio, pois o abrigo sempre precisa de dinheiro, mas Robinson continua seu belo trabalho.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Fi co feliz ao ver um artigo que elogia quem abre um santuário. Porque a moda agora parece ser não mais incentivar abrigos. Eu reconheço que há um tipo de abrigo sem a menor estrutura que se torna logo um amontoado de animais. Abrigos que, mesmo sem querer, incentivam o abandono. Mas, para mim, o que precisa ser feito é modificar o estilo e não acabar com lugares que possam receber animais necessitados,.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>