• Home
  • Cão à beira da morte é levado para acompanhar o casamento da tutora, nos EUA

Cão à beira da morte é levado para acompanhar o casamento da tutora, nos EUA

0 comments

Kelly ao lado de seu cão Foto: Reprodução / Facebook
Kelly ao lado de seu cão Foto: Reprodução / Facebook

O labrador Charlie Bear morreu aos 15 anos, mas sua tutora poderá dizer que ele a acompanhou no momento mais importante de sua vida. É que mesmo à beira da morte, enfrentando um tumor no cérebro, o animal foi levado ao casamento da mulher para estar ao lado dela no altar. Imagens do momento foram divulgadas em uma rede social e emocionaram internautas. As informações são do jornal “The Washington Post”.

Kelly O’Connell tinha 19 anos quando adotou Charlie Bear. Ele tinha apenas 12 semanas de vida e estava abandonado dentro de uma caixa, em Nova York, nos Estados Unidos.

Irmã da noiva levou o animal até o altar Foto: Reprodução / Facebook
Irmã da noiva levou o animal até o altar Foto: Reprodução / Facebook

Desde então, o animal e a tutora desenvolveram uma forte amizade. Mas, no início do ano, o animal teve a doença diagnosticada e sua tutora soube que ele não viveria muito. Por isso, aproveitar bastante os últimos momentos de vida de Bear era fundamental.

Assim, neste mês, durante seu casamento, Kelly fez questão de levar o animal consigo. Fraco com a doença, o cão não conseguia andar. Foi a irmã de Kelly que o pegou no colo e o levou até o altar. Ele estava ao lado da tutora quando ela disse o “sim” ao marido.

“A morte induzida se tornou uma opção, pois, na semana antes do casamento, ele tinha ficado muito mal e eu não queria mais aquilo para ele. Do nada, ele melhorou. Foi como se tivesse dito: ‘Eu quero ver isso (o casamento)'”, conta Kelly, que se emocionou ao ver o animal ao seu lado durante o casamento e disse a ele: “Você conseguiu, amigão!”.

Animal morreu dias após o casamento Foto: Reprodução / Facebook
Animal morreu dias após o casamento Foto: Reprodução / Facebook

As imagens que mostram o cão sendo levado até o altar e da emoção da tutora ao seu lado foram divulgadas em uma rede social e fizeram internautas se emocionar. “Que bela histórias! Cães são especiais”, comentou um deles.

Finalmente, dias após o casamento, após voltar a ter uma piora em seu estado de saúde, o cão finalmente submetido ao procedimento de morte induzida.

Fonte: Extra

Nota da Redação: É preciso que os animais recebem os melhores cuidados paliativos necessários afim de evitar dor e sofrimento. É importante ressaltar, que a morte induzida (eutanásia) não deve ser considerada a primeira opção.

 

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. E apesar de tanto amor ela mandou matá-lo. Sem nem se envergonhar. Ainda posta nas redes sociais. E todos acham lindo. E por que disseram que o dia do casamento era o dia mais importante da vida dela? Quem disse que casamento é importante?

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>