• Home
  • Caçadores usam iscas com explosivos para matar animais na Índia

Caçadores usam iscas com explosivos para matar animais na Índia

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/SOSVidaSelvagem
Reprodução/SOSVidaSelvagem

Caçadores têm adotado mais uma estratégia brutal para capturar usos no sul da Índia. Segundo ativistas, agora, eles usam alimentos que contêm explosivos como iscas para atrair os animais.

O grupo SOS Vida Selvagem resgatou um urso-preguiça de uma sarjeta nos arredores da cidade de Bangalore, em Karnataka, após o animal ser encontrado em estado crítico com lesões internas, de acordo com a ABC.

O urso-preguiça foi encontrado com grandes ferimentos internos na boca, no pescoço e na cabeça.

“O raio-X mostrou múltiplas fraturas nas mandíbulas inferiores e superiores que chegaram até o crânio “, disse o veterinário do grupo Arun A Sha em uma declaração fornecida à ABC.

Juntamente com o Departamento Florestal, uma equipe de quatro homens da organização de proteção animal tranquilizou o urso e o levou para receber atendimento emergencial.

O SOS Vida Selvagem disse que o uso estava “sangrando muito e mal era capaz de se movimentar. Ele seria considerado morto se não fosse por seu choro agonizante”.

O co-fundador do grupo Kartick Satyanarayan explicou que o método brutal de usar explosivos foi muitas vezes usado pelos caçadores para matar javalis e agora os ursos também são vítimas da prática.

“Estas bombas são escondidas dentro de iscas de alimentos pelas quais os animais selvagens curiosos se sentem atraídos e as mordem”, disse ele.

Reprodução/SOSVidaSelvagem
Reprodução/SOSVidaSelvagem

“O resultado é muitas vezes devastador e faz com que partes da cabeça ou a boca explodam, causando uma morte lenta e dolorosa ao animal”, completou.

Satyanarayan relatou que o método é ilegal de acordo com a Lei de Proteção da Vida Selvagem de 1972 e, caso condenados, os caçadores podem ser punidos com uma pena de prisão que varia entre três a sete anos.

Apelidado de “Champ” pela equipe do SOS Vida Selvagem, o urso-preguiça está sendo alimentado por via intravenosa, após uma intensa cirurgia de cinco horas.

Fragmentos de ossos e vermes foram retirados durante a cirurgia e o urso está se movimentando sozinho.

Em um post escrito no Facebook, organização disse que o urso se mostrou amigável e parecia confortável ao redor de veterinários e cuidadores.

O urso se recupera lentamente e a organização relatou que podem ter ocorrido danos no nervo ótico do animal, causando comprometimento da sua visão parcial.

Os ursos-preguiça ainda são caçados para serem utilizados em medicamentos chineses e na culinária no sudeste da Ásia. Os machos são visados por seus órgãos reprodutivos e vesículas biliares, ingredientes usados em afrodisíacos.

A Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas de Fauna e Flora Selvagens (CITES) proíbe o comércio internacional desta espécie e de outras quatro de ursos asiáticos.

O estado de Karnataka, no sul da Índia é o lar de uma grande população de ursos- preguiça.

Ao longo dos anos, seu habitat natural tem diminuído devido à crescente invasão humana, à caça, ao comércio de partes de corpos de urso e aos conflitos com seres humanos.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>