• Home
  • Abaixo-assinado que pede o fim da tração animal em Alfenas (MG) já tem mais de 1 mil adesões

Abaixo-assinado que pede o fim da tração animal em Alfenas (MG) já tem mais de 1 mil adesões

0 comments

Cavalo de Lata acima é o modelo semelhante ao sugerido pela Asfa para que seja adotado em substituição as carroças com tração animal (Foto: Reprodução)
Cavalo de Lata acima é o modelo semelhante ao sugerido pela Asfa para que seja adotado em
substituição as carroças com tração animal (Foto: Reprodução)

Um abaixo-assinado que pede o fim das carroças com tração animal já conta com o apoio de mais de 1 mil pessoas e, nesta quinta-feira, os voluntários da Associação Protetora de Animais São Francisco (Asfa), entidade que está a frente do movimento, estará colhendo novas assinaturas no Terminal Rodoviário da Alfetur, ao lado do Centro Vivencial. A coleta de assinatura será a partir das 13h.

De acordo com a presidente da Asfa, Andrea Duarte, a proposta é criar uma lei que proíba o uso de animais em veículos de tração. A alternativa, para não prejudicar os carroceiros que vivem desta prática, é a substituição pela tração mecânica. “O objetivo é acabar com a escravidão animal, não com o trabalho do carroceiro”, sustenta.

Andrea diz que existe viabilidade para que o município adote o uso do “cavalo de latas”, um veiculo motorizado ligado a uma carreta fechada para colocar a carga a ser transportada.

“Os cavalos usados em carroças são maltratados diariamente com excesso de peso. Muitos trabalham doentes e até a morte”, reclama a presidente da Asfa ao apontar maus-tratos. O documento, com as assinaturas, será encaminhado a Câmara Municipal e ao Ministério Público.

A dirigente da ONG lembra uma lei estadual (n˚ 22.231/2016), sancionada recentemente pelo governador Fernando Pimentel (PT), que prevê multa de até R$ 3 mil para quem for flagrado ou denunciado por maus-tratos a animais.

“A lei considera maus-tratos qualquer ato ou omissão que atente contra a saúde ou integridade física e mental do animal. Isso significa que mesmo as ações que não causem ferimentos físicos no animal são passíveis de multa, como abandoná-lo, ato recorrente em muitas cidades, principalmente em vias movimentadas e estradas”, comenta a protetora de animais.

Fonte: Alfenas Hoje

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>