• Home
  • ‘Harry Potter’ dissemina várias mensagens em prol dos direitos animais

‘Harry Potter’ dissemina várias mensagens em prol dos direitos animais

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/WarnerBros
Reprodução/WarnerBros

Os livros da série “Harry Potter” possuem incontáveis fãs ao redor do mundo que memorizam feitiços e gostam de quadribol e de uma série de outros aspectos deste universo de magia. Além de tudo isso, os livros contêm mensagens em prol direitos animais. Confira alguns fatos que mostram como a série fala dos animais selecionadas pela PETA.

Defesa dos animais

Reprodução/WarnerBros
Reprodução/WarnerBros

Hermione Granger está entre os melhores alunos que já passou pelas portas de Hogwarts e também é extremamente compassiva. Enquanto estava na Copa Mundial de Quadribol, no livro “Harry Potter e o Cálice de Fogo”, ela viu um elfo doméstico chamado Winky sendo tratado injustamente por seu mestre Barty Crouch.

Em resposta, Hermione começou a Sociedade para Promover o Bem-estar dos Elfos conhecida como S.P.E.W.

Crueldade

Reprodução/PETA
Reprodução/PETA

Ao se dirigirem para um dos cofres fortemente vigiados do Banco Gringotes, no filme “Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2”, Harry, Hermione e Ron conhecem um dragão ucraniano tímido, cego, e espancado que guardava a abóbada de Bellatrix Lestrange. Ao ver os maus-tratos sofridos pelo dragão, Hermione chama a prática de “bárbara”.

Refeições sem carne

Em uma entrevista feita no ano 2000, a criadora de “Harry Potter” J. K. Rowling revelou que os chefs de Hogwarts (que, mais tarde descobrimos, são elfos domésticos) cozinham também para vegetarianos.

Crítica a zoológicos

Reprodução/WarnerBros
Reprodução/WarnerBros

Outra grande mensagem a favor dos direitos animais ocorre no segundo capítulo do livro “Harry Potter e a Pedra Filosofal”, quando Harry e os Dursley vão ao zoológico. Como se sabe, animais em zoológicos são privados da oportunidade de satisfazer as suas necessidades mais básicas.

Neste capítulo, há uma jiboia solitária e angustiada devido ao cativeiro. O animal passou toda a sua vida na exposição em vez de desfrutar da liberdade na natureza.

O próprio Harry diz que viver no zoo era pior do que ter um armário como um quarto, como era seu caso, porque, pelo menos, ele podia percorrer o resto da casa.

Cativeiro

Reprodução/WarnerBros
Reprodução/WarnerBros

O elfo Dobby foi escravizado pela família Malfoy, que o explorava continuamente. Harry liberta Dobby no livro “Harry Potter e a Câmara Secreta”, e os dois continuaram amigos leais. A história do elfo é o exemplo perfeito de por que devemos respeitar todos os animais.

Assim como Dobby, os animais são abusados por diversos locais como circos e parques marinhos.
Aqueles usados em circos são rotineiramente espancados e eletrocutados para realizar truques que não fazem sentido para eles em nome do “entretenimento”.

Legislação

Embora, no decorrer da história, o Ministério da Magia tenha se tornado problemático, o órgão também criou certas leis para proteger os animais. Segundo o site Pottermore, sapos eram amplamente utilizados na fabricação de poções e encantos séculos atrás.Porém, o Ministério da Magia introduziu leis contra essa crueldade e esta prática foram finalmente banida.

Abuso

Reprodução/PETA
Reprodução/PETA

Em “Harry Potter e o Cálice de Fogo”, Hermione expressou preocupação com o tratamento de Winky, o elfo doméstico explorado por Barty Crouch. Isto diz muito sobre como tratamos os animais não humanos.

Lamentavelmente, os seres humanos permitem a tortura e morte de milhares de outros animais a cada ano pela indústria da alimentação, vestuário, entretenimento e de experimentação.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Adorei a matéria. Sou fãzona de HP, sempre me emociono nas partes em que são colocadas as questões referentes aos não humanos. Até Voldemort tinha como pessoa de sua maior confiança, Nagini, um basilisco (serpente fantástica). Todos os patronos (feitiços para afastar os dementores que sugam a alma) dos bruxos, são animais, e ainda muitas outras questões. Em português, o movimento que Hermione funda é F.A.L.E. (Fundação de Apoio à Libertação dos Elfos, veja-se nada de bem estarismo, rss). Há bruxos que tem poderes de se transformar em outros animais, os animagos, remetendo ao fato de que todos somos animais. Tenho cá para mim, que Dumbledore é vegano (não terminem com minha ilusão). Enfim, vale à pena ler.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>