• Home
  • Luta pelos direitos animais ganha cada vez mais espaço

Luta pelos direitos animais ganha cada vez mais espaço

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias dos Direitos Animais

Reprodução/Philly.com
Reprodução/Philly.com

Os ativistas pelos direitos animais têm ganhado uma crescente notoriedade e conquistado cada vez mais vitórias. Durante os 15 anos em que Marianne Bessey protestou em um circo, ela notou duas coisas.

Em primeiro lugar, os protestos raramente recebiam atenção da mídia, ao contrário de agora. Em segundo lugar, ela percebeu que o público do estabelecimento diminuiu, assim como os proprietários, relata matéria do Philly.com.

Como diretora do grupo Amigos dos Elefantes do Zoológico da Filadélfia, Bessey é mais responsável do que qualquer pessoa para liberar elefantes do zoológico de Filadélfia.

Ela diz que o grupo ainda está ativo porque o zoológico ainda mantém “os amigos de longa data Kallie e Bette, e nenhum deles foi enviado para um santuário.”

Referindo-se à exploração de mamíferos marinhos, Bessey diz que o documentário Blackfish, que denunciou o sofrimento das orcas mantidas em cativeiro no SeaWorld, desempenhou um papel fundamental na incitação da opinião pública contra o parque.

“Algumas pessoas, até mesmo policiais, vieram até mim e disseram que não sabiam o quão ruim era a situação”, afirma Bessey, que também é a fundadora do grupo Ativistas pelos Animais da Filadélfia.

Quase um terço dos americanos 32% acredita que os animais devem ter os mesmos direitos que as pessoas, informou uma pesquisa realizada pela Gallup em maio de 2015. Na pesquisa, os direitos foram definidos como “ausência de danos e de exploração.”

A ideia de que animais têm direitos tem sido debatida por ativistas desde os anos 70. É uma questão filosófica que tem profundas consequências.

“Se os animais têm direito à vida, é errado matá-los para o esporte ou mesmo se alimentar. Se os animais têm direito à liberdade, é errado colocá-los em gaiolas. Se os animais têm direito à felicidade, é errado usá-los para experiências médicas ou interferir em suas vidas naturais”, diz o Philly.com.

“Em última análise, a causa da proteção dos animais é sobre como seres humanos lidam com os animais , de um modo misericordioso ou de forma destrutiva. Nesse sentido, a próxima fronteira será mais sobre a responsabilidade humana em assegurar os direitos animais”, diz Pacelle.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>