• Home
  • EUA planeja financiar experimentos cruéis que cultivam órgãos humanos em animais

EUA planeja financiar experimentos cruéis que cultivam órgãos humanos em animais

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/DailyMail
Reprodução/DailyMail

O governo dos Estados Unidos planeja levantar uma moratória para financiar experimentos cruéis que usam células-tronco humanas para criar embriões animais parcialmente humanos. A técnica promove o cultivo de órgãos humanos dentro de animais, explorando seus corpos para, supostamente, realizar transplantes em humanos.

Os Instituto Nacional de Saúde (NIH) revelou uma nova política para permitir que cientistas consigam financiamento federal para produzir estes embriões híbridos, conhecidos como quimeras, sob certas condições cuidadosamente monitoradas, informa o Daily Mail.

O NIH impôs uma moratória sobre o financiamento destes experimentos em setembro, porque eles levantam preocupações éticas entre vários cientistas.

“Com os recentes avanços de tecnologias de células-tronco e de gene, um número crescente de pesquisadores está interessado em cultivar tecidos e órgãos humanos em animais por meio da introdução de células humanas pluripotentes em embriões de animais precoces” escreveu em um post Carrie Wolinetz, diretora associada do NIH para política científica, anunciando a decisão.

Existe um grande receio de que cientistas, inadvertidamente, criem animais com cérebros parcialmente humanos e até mesmo com alguma forma de consciência ou habilidades de pensamento humanos.

Outra preocupação é o desenvolvimento de animais com esperma e óvulos humano que produziria embriões humanos ou fetos dentro de animais ou criaturas híbridas.

A política iria levantar uma moratória sobre experiências de financiamento envolvendo outras espécies.

Agora a população tem 30 dias para comentar a nova política proposta. O NIH pode iniciar projetos de financiamento logo no início de 2017.

Apesar da moratória, os cientistas já começaram a cultivar órgãos humanos dentro de porcos sob o argumento de solucionar a escassez mundial de órgãos para transplantes.

Os embriões híbridos conhecidos como quimeras parecem um embrião de um porco normal, mas um dos seus órgãos – o pâncreas – será feito totalmente a partir de células humanas.

As quimeras poderão se desenvolver nas porcas por 28 dias e os animais terão a gravidez interrompida e o tecido removido para análise.

Peter Stevenson do grupo Compassion in World Farming, disse à BBC: “Eu estou nervoso sobre o início de um novo tipo de tortura animal. Vamos incentivar mais pessoas a doarem órgãos ao invés de investir nessa ideia repulsiva”.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>