• Home
  • Tigresa se recupera após ser resgatada de circo à beira da morte

Tigresa se recupera após ser resgatada de circo à beira da morte

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/In-Sync
Reprodução/In-Sync

Quando a tigresa de Bengala Aasha tinha apenas nove meses, ela estava tão magra que tinha o peso de um filhote de apenas três meses, correndo sério risco de morte.

Vicky Keahey, fundadora do Centro de Educacional e de Resgate da Vida Selvagem In-Sync do Texas, soube sobre a história da tigresa em março de 2011 por meio de um inspetor do Departamento de Agricultura (USDA) que estava preocupado com Aasha e queria deixá-la sob os cuidados de Keahey, informa o The Dodo.

“Perguntei como uma tigresa de nove meses poderia ser tão pequena”, disse Keahey

Mais tarde, ela conheceu a triste história de Aasha, que era explorada por um circo itinerante. Ela compartilhava uma jaula com um tigre muito maior, que frequentemente a provocava.

O inspetor do USDA explicou que uma recente investigação descobriu que os animais no circo não estavam recebendo o cuidado adequado e observou que havia algo particularmente errado com Aasha, embora não se soubesse exatamente o quê.

Keahey concordou em levá-la e, assim que ela viu Aasha, sabia exatamente o que atormentava o filhote: micose.

“Sua pele estava seca com rachaduras, áreas escurecidas e sangrando”, disse Keahey.

Reprodução/In-Sync
Reprodução/In-Sync

Ela também tinha feridas abertas, que Keahey presumiu que eram marcas de mordida do tigre com quem Aasha convivia. O veterinário confirmou a micose de Aasha e ela foi levada para um recinto isolado no In-Sync.

Keahey conta que lhe dava medicamentos duas vezes por dia e passava algum tempo com ela. Após oito semanas de tratamento, a penugem da tigresa começou a crescer novamente.

“Quando os tratamentos terminaram, Aasha amava a água, então eu coloquei uma pequena banheira no [seu gabinete]”, disse ela.
Sob os cuidados de Keahey, Aasha começou a crescer e se recuperar. “Dentro de oito meses, ela parecia realmente uma tigresa e era hora de ver como ela reagiria a outros tigres”, disse Keahey.

Ela conheceu o tigre Smuggler e a equipe do centro de resgate percebeu a atração entre eles. Os dois animais se conheceram melhor por meio de encontros supervisionados até estarem prontos para ficar juntos no mesmo recinto.

Felizmente, Aasha passou de um filhote doente e vítima de maus-tratos e negligência para uma tigresa adulta confiante e brincalhona.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>