• Home
  • Mais de 1,7 milhão de animais são feridos anualmente por armadilhas no Reino Unido

Mais de 1,7 milhão de animais são feridos anualmente por armadilhas no Reino Unido

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/SnareWatch
Reprodução/SnareWatch

Ativistas  têm advertido que 1,7 milhão de animais são vítimas de armadilhas no Reino Unido por ano, em grande parte devido à ignorância humana de considerar animais selvagens como “pragas”.

O governo planeja introduzir um novo código de conduta no que se refere a armadilhas usadas para capturar animais considerados “pragas” rurais, como coelhos e raposas, informa o Express.

Porém, um novo relatório publicado nesta semana que mapeia cinco anos da prática de armadilhas revela um “quadro deprimente de crueldade inaceitável e sofrimento causados pelas armadilhas em toda a região do Reino Unido”.

O SnareWatch, criado para monitorar a utilização das armadilhas de arame ao longo dos últimos cinco anos, revela a altíssima taxa de animais capturados, além de demonstrar que mais animais domésticos foram pegos do que raposas e coelhos. As estatísticas mostram que 56% de cães e gatos foram pegos pelas armadilhas e 15¨% de animais silvestres.

O grupo de direitos animais OneKind foi o responsável pelo monitoramento,  e se mostrou chocado ao descobrir que mais de um quarto dos animais feridos eram protegidos.

Reprodução/SnareWatch
Reprodução/SnareWatch

A League Against Cruel Sports descreve armadilhas como as “minas terrestres da zona rural” e critica o governo por depender de um novo código, em vez de uma proibição da prática.

Aplaudindo a iniciativa de membros do parlamento que pressionaram por uma proibição das armadilhas durante um debate desta semana, o presidente executivo do LACS Eduardo Gonçalves disse: “Parabenizamos os deputados que pedem a proibição de armadilhas. É claro que eles rejeitam os argumentos absurdos e desesperados da indústria para legalizar esses dispositivos cruéis e ineficientes”.

“Porém, estamos desapontados com a determinação do governo de introduzir um código de boas práticas em vez disso. É hora de uma proibição total de armadilhas”, acrescentou.

O OneKind declarou que seu relatório inclui casos angustiantes de animais  que perderam membros ou quase morreram de fome depois de ficarem presos em armadilhas.

Em um dos casos, um texugo foi eletrocutado em uma cerca enquanto estava preso em uma armadilha e outros incidentes envolveram veados e lontras.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>