• Home
  • Épocas festivas representam perigo à saúde de animais domésticos

Épocas festivas representam perigo à saúde de animais domésticos

0 comments

Divulgação
Divulgação

O inverno chegou e, com ele, as esperadas festas juninas e julinas. Para alguns, as mais ricas comemorações brasileiras, em sua maioria, relacionadas a cultura do campo e das regiões do interior do país.

Apesar de trazer oportunidades de confraternização, a época também costuma trazer um grande desconforto aos animais. Muito usado durante as comemorações, os fogos de artifício que, de acordo com a tradição popular, servem para despertar São João, representam um grave problema à audição aguçada e sensível dos animais.

Nessas situações, o melhor a se fazer é dar abrigo ao animal onde possa diminuir o barulho causado pelos rojões, como explica a veterinária Carolina Ferreira.

“Cães têm maior sensibilidade na audição e todo o barulho pode amedrontar e fazer com que eles fujam para a rua, além de causar um estresse muito grande. Então, quanto mais protegidos do barulho, melhor para o bem-estar dos animais”, explica a veterinária.
Para evitar problemas neste período de festas, a reportagem selecionou alguns cuidados básicos que vão garantir a qualidade de vida dos animaizinhos:

Como evitar transtornos aos animais durante queimas de fogos de artifício:
Companhia: Evite deixar seu cão ou gato sozinho. Em casas, eles tendem a fugir para buscar seus tutores. Em apartamentos, há o risco de queda da varanda também em tentativas de fuga do animal.

Dentro de Casa: Animais que ficam em quintais devem, se possível, ser levados para dentro de casa e mantidos sem correntes ou coleiras. Eles podem se ferir no momento de medo.

Locais Fechados: Escolha um cômodo que possa ficar fechado, isolado na casa e com pouca interferência do barulho de ambientes externos. Deixe que o animal procure um local da casa em que se sinta protegido.

Esconderijos: Para quem tem gatos, uma boa dica é deixar armários com as portas abertas para que eles encontrem espaços tranquilos onde se esconder. Cães também costumam ficam embaixo de camas. Deixe-os escondidos e não tente tirá-los do local escolhido.

Protetores Auriculares: Protetores auriculares de algodão parafinado podem ser boas opções, mas causam desconforto para alguns animais. A melhor opção, portanto, é propiciar um ambiente tranquilo na hora da queima de fogos.

Sem Tensão: Evite passar a sua tensão para o animal. Há donos que os colocam no colo e ficam nervosos com a possibilidade do estresse do cão e do gato. Isso só intensifica o medo do animal.

Festa sem barulho
Para quem faz questão da tradicional iluminação nos eventos de comemoração, a iniciativa da prefeitura de Bauru pode ser um incentivo. Em 2015, para a festa da virada do ano, a Prefeitura utilizou fogos de artifício sem barulho, justamente em prol dos animais.

Outra opção para os amantes de animais domésticos para aproveitar a época junto de seus animais são as festas caipiras para seus animais sem a presença dos temidos fogos.

A diretora da ONG S.O.S Gatinhos, Sandra Regina, foi uma das responsáveis pelo “2º Arraiau dos Pets”, realizado em Jundiaí, que contou com a presença de mais de 400 convidados, acompanhados de seus animais. Sandra conta que o evento busca arrecadar fundos para a compra de remédios destinados à cerca de 200 animais carentes, que se encontram aos cuidados da entidade.

A festa contou com barracas de pesca, distribuição de amostras de ração, sorteio de brindes e entrega de prêmios para os cães mais velhos presentes no evento. A entidade pretende dar continuidade ao projeto no próximo ano. “Com o passar dos anos vamos adquirindo mais experiência e, para o ano que vem, pretendemos fazer uma festa ainda maior”, afirma Sandra.

Divulgação
Divulgação

Fonte: G1

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>