• Home
  • Ativistas encontram inúmeros animais famintos em gaiolas imundas no Texas

Ativistas encontram inúmeros animais famintos em gaiolas imundas no Texas

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/Animals'Angels
Reprodução/Animals’Angels

Dezenas de cães foram encontrados amontoados em gaiolas, expostos ao sol quente, sem comida ou água, em um vídeo recente feito em um mercado de pulgas do Texas, nos Estados Unidos. Em outras cenas, os filhotes são colocados em pequenos caixotes de arame.

A filmagem foi feita pelo Animals’Angels, um grupo de direitos animais de Maryland, que conduziu uma investigação no mercado aberto First Monday Trade Days em Canton, Texas, na primavera deste ano, informa o The Dodo.

“Eles disseram que havia gaiolas insuficientes para os animais, especialmente para as aves, que havia pássaros amontoados em gaiolas de arame oxidadas, muitas aves em apenas uma gaiola”, declarou Sonja Meadows, fundador e investigador principal do Animals’ Angels.

“Em seguida, se queixaram dos cães doentes e de ficarem sem água no calor do verão. E dos cavalos que estão sendo comercializados com os pés prejudicados”, acrescentou.

Quando os investigadores chegaram, era pior do que eles temiam. O mercado de pulgas, que é realizado uma vez por mês, é o lar do famoso Dog Alley, onde centenas de vendedores comercializam cachorros e outros animais.

A Animals’ Angels estimou que havia cerca de 500 fornecedores de animais em cada mercado, com cerca de 350 cães sendo vendidos.

“Muitos deles eram indivíduos privados, havia criadores de quintal que traziam animais para a venda. Definitivamente, suspeitamos que vários vendedores tinham fábricas de filhotes”, afirmou Meadows.

Reprodução/Animals'Angels
Reprodução/Animals’Angels

Alguns criadores tinham dezenas de filhotes com eles. Em alguns casos, os cães eram vendidos a 30 dólares cada, sem informações sobre suas origens. Os cães foram deixados em gaiolas de má qualidade ou em gaiolas sem água ou sombra.

Muitos cães também pareciam estar doentes, principalmente com parvovirose, uma doença altamente contagiosa e potencialmente fatal que muitas vezes pode se espalhar por meio da superlotação e de más condições sanitárias em canis e ambientes semelhantes.

“Fomos informados por vários vendedores que estas feiras são infestadas com esta doença e é por isso que alguns deles estavam passando desinfetante nas mãos e pedindo para não deixar que os cães lambessem as mãos “, disse Meadows.

Reprodução/Animals'Angels
Reprodução/Animals’Angels

Segundo Meadows, não havia um veterinário sequer e as condições foram igualmente brutais para outros animais, especialmente para galinhas e outras aves, que eram colocadas em gaiolas sem espaço para virarem para o lado.

Como os cães, os pássaros e outros animais foram deixados por horas no calor do meio-dia, sem qualquer sombra. Muitas das aves, incluindo patos e perus, também foram abusadas pelas pessoas ao seu redor.

“Vimos pássaros que estavam sendo chutados em gaiolas no chão e que eram retirados por suas asas. Quando foram vendidos, foram enfiados em sacos de ração e levados embora.”

Ela acrescentou que os coelhos, cavalos e outros animais de gado no mercado de pulgas enfrentaram tratamento semelhante.

Infelizmente, esta situação não é incomum. Em 2015, a Humane Society dos Estados Unidos (HSUS) realizou uma investigação semelhante em 21 mercados de pulga e descobriu que muitos dos vendedores estavam realmente ligados a grandes fábricas de filhotes.

“Devido à uma brecha na Lei de Bem-Estar Animal, a maioria dos criadores que vendem cachorros em mercados de pulga não está sujeita aos regulamentos e inspeções mínimos as realizados pela USDA”, escreveu a Humane Society.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>