• Home
  • Reino Unido registra aumento de testes em animais em 2015

Reino Unido registra aumento de testes em animais em 2015

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/RTE
Reprodução/RTE

O número de animais utilizados em pesquisas científicas e testes no Reino Unido aumentou em 2015, na contramão da tendência mundial de substituição dos métodos cruéis por novas tecnologias.

Os dados divulgados pela Autoridade Reguladora de Produtos de Saúde (HPRA) apontaram que a grande maioria dos animais estava sendo explorada pela primeira vez e 1% já havia sido explorada em testes anteriores, informou o RTE News.

No total, 228,975 animais foram submetidos a testes no país, o que representa um aumento de 1% em relação ao ano anterior. Entre os animais que não tinham sido usados em pesquisas anteriormente, 15.746 ou 7% foram geneticamente alterados.

Um total de 157.872 animais foram usados para testar a segurança, a qualidade e a potência dos medicamentos, um requisito necessário de acordo com a legislação da União Europeia para novos medicamentos.

Como nos anos anteriores, os camundongos foram os animais mais utilizados em testes, com 83% do total, enquanto que 5% dos testes foram realizados em gado, 4% em ratos, 2% em “outros peixes” e 1% em porcos e coelhos. Outras categorias de peixes, aves e animais totalizaram 1% dos testes.

Quase todos os animais (92%) explorados em pesquisas nasceram na União Europeia em instalações de um criador registrado.

Do total de animais, 2% tiveram a morte induzida no final dos procedimentos e mais de um quarto do total apresentou uma “resposta severa” aos testes, o que significa que eles não são mais considerados úteis por essa indústria cruel.

A HPRA alega que a legislação do país está entre as “mais avançadas” no que se refere aos direitos animais no mundo, e que seu objetivo é a substituição completa de pesquisas com animais por outros métodos.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>