• Home
  • Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso, receberá até 50 elefantes em santuário

Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso, receberá até 50 elefantes em santuário

0 comments

Reprodução/Mundoentrepatas
Reprodução/Mundoentrepatas

Pelo menos 50 elefantes que viviam em situação de maus-tratos no Brasil e na América Latina deverão ser abrigados em uma fazenda de Chapada dos Guimarães por meio do projeto norte-americano ‘Santuário de Elefantes do Brasil’. Maia e Guida serão as primeiras ‘moradoras’ do santuário, e chegarão logo após o término da primeira fase de construção, em meados de setembro.

De acordo com a publicitária Junia Machado, uma das idealizadoras da proposta, a ideia começou depois que ela começou a fotografar elefantes na natureza, na África do Sul e no Quênia, para fazer uma exposição de fotografias com o objetivo de chamar a atenção para o comércio de marfim.

Ao voltar de uma dessas viagens, em janeiro de 2010, Junia decidiu visitar o zoológico de São Paulo para ver como os elefantes estavam vivendo. Na ocasião, descobriu que uma elefanta asiática havia morrido em um caso de envenenamento coletivo e a africana ‘Teresita’ estava em um recinto pequeno, sem sombra, sem uma lagoa para se refrescar, sem lama, sem companhia… apenas parada sobre uma plataforma de concreto.

“Tudo ao contrário do que eu havia aprendido observando elefantes na natureza e conversando com biólogos nas reservas. Ali tomei a decisão de procurar especialistas para buscar uma solução para os elefantes em cativeiro. Por causa disso, me tornei representante da Elephant Voices no Brasil, em outubro do mesmo ano, e em 2012 iniciamos uma parceria de trabalho com Scott Blais, especialista em elefantes em cativeiro e em santuários de elefantes. Fundamos todos juntos, nos Estados Unidos, a Global Sanctuary for Elephants, organização que visa fomentar a criação de santuários de elefantes no mundo todo. O primeiro projeto é o SEB”, contou Junia.

Antes de escolher a antiga Fazenda Santa Fé do Broqueirão, agora com o mais novo nome de ‘Santuário de Elefantes do Brasil’, Junia visitou mais de 100 fazendas com os outros colegas do projeto, na busca da “terra ideal” para receber os elefantes.

Tudo porque os animais precisam de muito espaço, já que caminham cerca de 18 quilômetros por dia em grupo, buscando por gramíneas (pastos) de diversos tipos, trepadeiras, frutas e folhas.

Na avaliação de Junia, Chapada dos Guimarães é lugar ideal, porque tem tudo o que os animais precisam. A fazenda que abrigará o santuário tem 1.100 hectares (cerca de 11 quilômetros quadrados), com morros para os elefantes se exercitarem, pastos naturais e plantados, vegetação diversificada e muita água. Além disso, o clima lembra o das savanas africanas.

No local serão construídos seis centros de tratamento médico para os elefantes. A fazenda também terá câmeras espalhadas para que os animais possam ser vistos pelo mundo todo, ao vivo, assim como já acontece no Santuário de Elefantes do Tennessee.

“E teremos um centro de visitantes onde as pessoas poderão aprender sobre elefantes, ver monitores com imagens ao vivo do santuário e outras atividades educacionais que incluiremos, visto que as pessoas não poderão chegar próximo. Ao lado da fazenda, na borda, haverá um pequeno centro de estudos, para pequenos grupos, pesquisadores etc”, explica.

Além de Maia e Guida, também está prevista a chegada de Ramba, que vem do Chile. A previsão da chegada ainda não foi divulgada, porque o projeto depende de transporte aéreo. Outros dois elefantes devem desembarcar na Chapada nos próximos seis meses.

Fonte: MT Agora

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>