• Home
  • Projeto ambiental alcança marca de 300 resgates de animais silvestre, em Caraguá (SP)

Projeto ambiental alcança marca de 300 resgates de animais silvestre, em Caraguá (SP)

0 comments

14
Divulgação

Uma iniciativa da Petrobras na Unidade de Tratamento de Gás Monteiro Lobato (UTGCA), em Caraguatatuba, ultrapassou a marca dos 300 atendimentos a animais silvestres, contribuindo para a preservação da fauna local. Por meio da criação de um canal direto de comunicação entre biólogos e a força de trabalho da unidade, o Programa de Atendimento às Ocorrências da Fauna tornou possível acionar uma equipe treinada para resgate, a coleta, o transporte e a realocação de espécies típicas da região.

Em caso de ocorrência de animais feridos ou debilitados, um médico veterinário é sempre acionado. Desde que a iniciativa foi criada, em 2011, 210 aves, 61 répteis e 57 mamíferos foram atendidos e registrados, entre eles o gato-maracajá, o cachorro-do-mato, o gato-do-mato, a coruja-jacurutu, o furão e a onça-parda.

De acordo com o analista ambiental da UTGCA, André Scharlach Cabral, o aumento do registro de fauna tem duas causas principais: o reflorestamento e a maior conscientização da força de trabalho, que passou a reportar com mais frequência as ocorrências de fauna. “Os colaboradores estão atuando e o reflexo disso é o aumento da quantidade de atendimentos registrados. O retorno dos animais à áreas selvagens demonstra o resultado positivo dos trabalhos de reflorestamento na Área de Preservação Permanente do Rio Camburu e Cinturão Verde da UTGCA”, explica André.

Além do Programa de Atendimento às Ocorrências da Fauna, a UTGCA também mantém o Projeto de Restauração Florestal da Área de Preservação Permanente (APP) do rio Camburu. A iniciativa já contribuiu para o plantio de 20.000 mudas de diferentes espécies nativas e faz o monitoramento da área e o desenvolvimento de estudos experimentais em parceria com o Centro de Pesquisas da Petrobras (Cenpes) e a Universidade de São Paulo (USP), por meio do Laboratório de Ecologia de Florestas Tropicais.

“O trabalho de conscientização e a prioridade em realizar atividades em equilíbrio com o meio ambiente são preocupações constantes da Petrobras. Com isso, contribuímos, com responsabilidade, ao bom desempenho de nossas operações”, conclui o gerente da UTGCA, Alisson Cardoso. No caso de algum animal ser encontrado morto, é possível realizar o registro e, havendo interesse da comunidade científica, encaminhá-lo para o Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo.

Fonte: Agora Vale

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>