• Home
  • Especialista explica que gatos também sofrem de fobias

Especialista explica que gatos também sofrem de fobias

0 comments

Divulgação
Divulgação

Vídeos de gatos são moda na internet. São fofos, engraçados e os dois ao mesmo tempo. Há um tempo, um vídeo, que viralizou, apresentava uma compilação de vídeos de gatinhos que se assustavam com um pepino. A publicação foi compartilhada em todos os grupos de memes possíveis e teve tutor de gato que até testou com seu animal. O fato que talvez tenha provocado as risadas e popularidade do vídeo é o possível medo inusitado dos felinos. Quem tem gato em casa sabe, no entanto, que os medos e fobias nos animais são mais comuns do que se pensa e variados, também.

“Os gatos podem apresentar medos ou fobias a situações, pessoas, sons ou até objetos novos e inesperados”, explica a médica veterinária Ludmilla Malta, especialista no atendimento a felinos. Daí dá pra entender porque quando você liga o aspirador de pó ou o secador de cabelo, o gatinho sai correndo ou procura logo por um esconderijo. A possibilidade de ser inesperado talvez explique, também, o porquê do medo de pepinos. Com relação a situações, podemos citar o medo de ir ao veterinário e a todas as coisas que estejam relacionadas à ida ao consultório.

Existe, no entanto, uma diferença entre medos e fobias. Para perceber quando o seu felino está com uma coisa ou outra, basta perceber o tipo de reação. A veterinária Ludmilla explica que “quando o felino apresenta fobia, geralmente, se demonstra mais agressivo, demonstrando não estar suportando a situação ou a presença de determinada pessoa ou objeto”. Com relação ao medo, a diferença é que a última sensação pode ser suportável ao animal. “O gato demonstra apenas um desconforto quando os objetos de medo estão presentes”, esclareceu a veterinária. No geral, a fobia é um agravo do medo, conforme explicou a especialista.

Divulgação
Divulgação

A médica veterinária aponta as maneiras de lidar ou enfrentar os medos e fobias nos gatos. No caso de coisas que não farão parte do cotidiano do animal, a especialista recomenda que se evite o contato dos bichanos com os objetos, situações ou pessoas. Já no caso em que o fator provocador não pode ser evitado na vida do gato, ela indique que se trabalhe na diminuição desse medo. “Tudo deve ser feito com muito carinho e paciência, usando reforços positivos para o animal e nunca violência ou castigo”, reforça.

Para lidar com a agressividade dos felinos, Ludmilla Malta indica: “É preciso estar sempre atento à postura corporal do felino, que nos indica se ele está demonstrando medo ou pavor ou se ele já está preparado para o ataque”. Ainda segundo a especialista, os sinais dessa agressividade estão relacionados à postura corporal, posição de orelha e olhos. “Um gato com medo se apresentará com o cormo abaixado em uma postura defensiva, orelhas para traz e pode ou não apresentar pupilas dilatadas”, conta. Ela explica ainda que, na medida em que o medo aumenta, essa postura corporal pode se agravar. É importante saber reconhecer os sinais para evitar possíveis acidentes.

Um método de fazer os animais se acostumarem com o que lhes causa medo ou fobia é a dessensibilização. A técnica consiste em desconstruir o que causa a repulsa com a inserção de elementos prazerosos, acompanhando o ritmo do animal. Segundo Ludmilla Malta, “a dessensibilização é uma técnica usada para tentar tornar determinadas situações, que provocam fobia no felino mais suportáveis e até mesmo agradáveis para o gato”. O meio de se fazer isso é oferecendo “reforços positivos ao gato para acostumá-los a aceitar determina situação”, explica. Como exemplo, ela cita a adaptação da caixa de transporte – quando o medo estiver relacionado a isso – para um ambiente confortável. Mas ela reforça que a dessensibilização nunca deve ser feita sem o apoio do veterinário. “Um manejo errado pode agravar o caso”, finaliza.

Fonte: O Hoje

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>