• Home
  • Vídeo contra abandono de animais no verão emociona a França

Vídeo contra abandono de animais no verão emociona a França

0 comments

(Foto: Imagens Google)
(Foto: Imagens Google)

As duas maiores organizações de proteção de animais da França resolveram acirrar a luta contra o abandono de animais durante as férias de verão com campanhas impactantes. Uma delas, um vídeo da fundação 30 Milhões de Amigos, divulgado durante a transmissão da partida Portugal

e França, na final da Eurocopa, ultrapassou as fronteiras do país e emocionou internautas do mundo inteiro. No Facebook da ONG, o vídeo obteve mais de 12 milhões de visualizações.

Em flashback, as imagens do vídeo da 30 Milhões de Amigos mostram um cachorro dentro de um carro, que será, em seguida, abandonado em um bosque pelo tutor. Depois de deixá-lo na floresta, o homem acelera o carro, mas o animal corre atrás do veículo. Momentos depois, ele perde o controle da direção e sofre um acidente. Inconsciente, é retirado pelo cachorro do veículo, que explode. Os bombeiros chegam para prestar socorro e o animal entra na ambulância para acompanhar o tutor até o hospital. Quando retoma consciência, o homem reencontra o animal no quarto onde está internado. O lema da campanha Não ao Abandono é: “ele nunca abandonará você”.

Já a Sociedade Protetora dos Animais também pretende mobilizar a opinião pública com um vídeo em que conta a história de Jim, um cachorro abandonado cuja a luta pela vida é comparada à performance de um atleta. Enquanto o animal corre, o narrador fala que talvez essa será a última prova de sua vida, “na qual ele terá de enfrentar, sozinho, a fome, a sede e o medo”. O vídeo finaliza com Jim sendo recolhido por um agente da organização para ser levado a um refúgio da ONG. “Nunca abandone”, diz a mensagem final.

Problema se repete a cada verão

O abandono de animais é um grande problema durante os verões na França. Todos os anos, a época tradicional das férias dos franceses é também um período triste para os animais domésticos. Só no verão de 2015, 60 mil animais foram abandonados, uma boa parte deles na beira das estradas. Outros, em lixeiras dentro das próprias cidades, inclusive em Paris.

Os números demonstram uma trágica realidade. Cerca de 100 mil animais de companhia são abandonados todos os anos na França. O período mais crítico é o verão, quando os franceses saem de férias. A solução mais óbvia é abandonar os animais, o que acontece com muita frequência em todo o país. Só em julho de 2015, 1.255 gatos e 999 cachorros foram abandonados.

Segundo Claudine Regent, presidente da associação Clube de Defesa dos Animais, além da beira das estradas, muitos animais também são deixados pelas ruas, nas cidades. Há pouco tempo, em Paris, ela encontrou filhotes de gato dentro de uma caixa de sapato em uma lixeira, momentos antes do caminhão da coleta de lixo passar. Além disso, ela conta que como os animais adotados têm um chip de identificação. Muitos proprietários, que não querem ser responsabilizados pelo abandono, mutilam os animais para retirar o dispositivo, geralmente na orelha do animal.

Refúgios ficarão lotados durante o verão

Em entrevista à RFI, a presidente da SPA, Reha Hutin, explica que a organização tem 250 refúgios de animais na França. Elas atingirão sua capacidade máxima ao longo do verão, devido à grande quantidade de donos que desistem de cuidar de seus animais. “Muitas pessoas compram e adotam animais domésticos e, quando chega o verão, eles se dão conta de que é complicado viajar de férias com os animais ou que custa caro hospedá-lo em um hotel para animais, e aí, os abandonam”, diz.

Hutin ressalta que, na França, a lei prevê dois anos de prisão e uma multa de € 30 mil para quem abandona animais em locais públicos. “Mas não podemos controlar as pessoas. E não há punição para quem deixa os animais em refúgios só porque não os querem mais. Ainda assim, isso é um abandono e uma grave banalização da vida. O animal é um ser vivo, faz parte da família, não é um produto de consumo”, enfatiza.

Por isso, a SPA faz um trabalho de educação e acompanhamento dos donos de animais de estimação. A sociedade propõe guias em seu site e aplicativos para celulares com conselhos para as pessoas que querem sair de férias e não têm onde deixar seus animais. “Nós condenamos esses abandonos, mas também queremos propor soluções para esse problema e ajudar os animais e seus tutores”, pondera.

Educar é a solução

Para Regent, o essencial é educar as pessoas. Por isso, no começo do próximo ano letivo na França, em setembro, a organização pretende colocar em prática um projeto de conscientização das crianças nas escolas, para que a consciência sobre a importância da vida animal seja ensinada desde a escola.

Uma prova que a sensibilização através de ações e campanhas funcionam é a diminuição dos abandonos que passou, em três décadas de 400 mil por ano para 60 mil. Uma nova tendência entre os franceses é a adoção dos animais, permanente ou temporária, diretamente de associações como o Clube de Defesa dos Animais. Mas, ainda assim, ressalta Regent, a quantidade de abandonos é expressivamente maior do que a de adoções.

Fonte: RFI – As vozes do mundo

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>