• Home
  • Abandono de animais é crescente em São Paulo

Abandono de animais é crescente em São Paulo

0 comments

Cerca de trinta milhões de cães, gatos, entre outras espécies foram abandonados no Brasil, segundo dados da (OMS), Organização Mundial da Saúde

Beatriz Silva com alguns gatos resgatados pela Bendita Adoção
Beatriz Silva com alguns gatos resgatados pela Bendita Adoção

Nas esquinas, nas avenidas, nas vielas ou qualquer lugar que as pessoas passam, sempre são encontrados animais que perambulam por aí. Em São Paulo estima-se que nos municípios grandes, para cada cinco pessoas há um cachorro. Outro dado interessante do IBGE, de 2013, é que existem mais animais do que crianças no país. Para ajudar a mudar esse quadro de animais abandonados, a moradora do Jardim Guarani, zona norte, Josefa Sebastiana da Silva, 68, aposentada, adotou cinco gatos para não deixá-los na rua. “Mesmo não tendo espaço em casa, eu cuido deles para que não morram na rua. Eu amo meus animais”, diz, Josefa.

Outras pessoas também tentam ajudar com isso, como a ONG “Bendita Adoção” que faz um trabalho com animais em situações de emergência.

A ONG existe há décadas e começou com a bisavó de Beatriz Silva, professora, 28. Passou para a avó, depois para a mãe e hoje, está nas mãos de Beatriz, a mesma que cuida dos animais, do projeto e é presidente da Instituição.

Eles começaram com foco em equinos, bovinos, caprinos e ovinos, mas a demanda de cães e gatos era tão grande que hoje atendem também esses animais. Resgatam, cuidam e fazem um processo de adoção para quem quer ter um animal em casa.

O processo é demorado e funciona da seguinte maneira: as pessoas entram em contato com a ONG neste e-mail benditaadocao@gmail.com, preenchem uma ficha, a ONG envia fotos do animal, faz uma visita na casa das pessoas para saber se eles têm condições de criá-lo, após essa visita, eles convidam a pessoa para conhecer o animal e somente depois estão aptos para adotar. “Este processo é para evitar abandono, terceirização da adoção, repasse do animal ou a devolução para a ONG. Este processo é feito para ter certeza”, afirma Beatriz.

A Bendita Adoção hoje conta com 12 pessoas em sua equipe, eles fazem venda de nhoque para ajudar nas despesas. Cuidam de 280 animais de várias espécies, mas nem todos ficam na sede da ONG por falta de espaço. No local ficam apenas 104 animais e o restante deles, ficam em “hotéis” que eles alugam para que não fiquem abandonados.

A ONG não recolhe animais abandonados, apenas em situações extremas, vítimas de atropelamento ou de sofrimento. Eles também fazem um trabalho com moradores de rua todas às quintas-feiras para vacinar os animais, doar ração e até roupas para os animais, para que estes, por conta da situação, não contraiam doenças ou morram de fome.

O amor de Beatriz por animais é tão grande que ela não consegue contabilizar o número de animais que já passaram pela ONG. “É uma vida inteira cuidando, tratando, respeitando, não comendo e amando os animas”, finaliza Beatriz.

Fonte: Portal da Juventude

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>