• Home
  • Animais no meio da cadeia alimentar são os mais prejudicados por mudanças climáticas

Animais no meio da cadeia alimentar são os mais prejudicados por mudanças climáticas

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/John Giles/PA
Reprodução/John Giles/PA

As espécies animais que estão no meio da cadeia alimentar – com exceção dos seres humanos – são as mais sensíveis às mudanças climáticas, apontou um estudo britânico sobre a vida selvagem.

Os cientistas analisaram dados que abarcaram 52 anos sobre 812 plantas do Reino Unido e de animais que vão desde algas e borboletas e aves e mamíferos, informa o Irish Examiner.

Mais de 370 mil observações de eventos sazonais como migrações, acasalamento e colocação de ovos foram combinadas com registros de temperatura e de chuva.

Os resultados, publicados na revista Nature, mostraram que espécies em diferentes níveis da cadeia alimentar respondem à mudança climática de maneiras distintas.

Aqueles conhecidos como “consumidores secundários”, como aves de rapina, peixes e mamíferos, foram menos afetados do que outros grupos.

Em contraste, “os consumidores primários” no meio da cadeia alimentar foram os mais sensíveis a mudanças, como a chegada precoce da primavera.

Estas foram as espécies, como aves que se alimentam de sementes e insetos herbívoros, cujo destino foi influenciado tanto pela vida vegetal na parte inferior da cadeia alimentar como pelos predadores no topo.

Em 2050, os consumidores primários irão provocar mudanças sazonais aproximadamente 6,2 dias antes do que o normal, os cientistas previram.

O pesquisador chefe, Stephen Thackeray, do Centro de Ecologia e Hidrologia, localizado em quatro locais no Reino Unido, disse: “Este é o maior estudo de sensibilidade climática das plantas do Reino Unido e de comportamento sazonal dos animais até agora. Nossos resultados mostram como as mudanças climáticas podem perturbar as relações entre plantas e animais, e agora é crucial que nós tentemos compreender as consequências dessas mudanças, tomando medidas urgentes para diminuir o impacto da ação humana sobre o meio ambiente”.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>