• Home
  • Cães são resgatados dias antes de festival de carne canina na China

Cães são resgatados dias antes de festival de carne canina na China

0 comments

Cães resgatados dias antes de festival de carne canina. Reuters/Kim Kyung Hoon
Cães resgatados dias antes de festival de carne canina. Reuters/Kim Kyung Hoon

Mais de duas dezenas de cães foram salvos por uma organização ativista dos direitos animais. Estavam num matadouro, amontoados em jaulas de poucas dimensões e tinham como destino certo a morte e, depois, servirem de refeições para humanos no sul da China.

Um grupo de ativistas conseguiu salvar 21 cães da morte certa. Tudo se passou num matadouro, no sul da China. A organização foi assegurar o fecho definitivo desse estabelecimento, mas ao chegar deparou-se com um cenário macabro.

Os ativistas viram-se obrigados a negociar a libertação dos animais. “O local era muito sujo e horrendo. Quando vimos os cães, em especial os mais pequenos, a saltar e a lutar pela nossa atenção, foi muito difícil deixá-los naquele sítio”, contou Perter Li, da Sociedade Humana Internacional (SHI), à SkyNews.

A organização ativista sublinhou, também, o facto de a maioria dos animais não parecerem abandonados, mas sim retirados aos seus tutores. Alguns deles tinham, inclusive, coleira e outros ainda tinham restos de trela atadas ao pescoço.

Depois de serem resgatados, os animais foram transportados para o hospital veterinário mais próximo e já não se encontram em risco de vida.

Peter Li referiu ainda que a campanha da organização não tem como alvo a população de Yulin, ou mesmo os cães que são mortos nessa localidade, mas sim a indústria de carne canina no geral, bem como o roubo e envenenamento de cães e outras atividades que, diz, sustentam essa indústria.

Cerca de 11 milhões de pessoas assinaram uma petição a pedir o fim do festival. Apesar do esforço de várias organizações ativistas e da colaboração ativa da comunicação social internacional, o festival volta a realizar-se este ano. Começará na próxima semana e prolongar-se-á durante 10 dias na cidade de Yulin, província de Guangxi, na China. A organização prevê a morte de 10.000 cães durante os esses dias.

A atriz Carrie Fisher levou o seu cão, Gary, para protestar em frente à embaixada chinesa, em Londres, na passada semana. Estes pobres animais precisam que lutemos por eles. Cada um é tão precioso como o meu querido Gary, cada um deles é o melhor amigo de alguém”, defendeu a atriz.

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: TVI 24

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>