• Home
  • Pit bull idosa explorada para reprodução só conheceu o ar livre aos 8 anos

Pit bull idosa explorada para reprodução só conheceu o ar livre aos 8 anos

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/JennyMackay
Reprodução/JennyMackay

Lexy passou seus primeiros oito anos de vida em um criadouro de quintal, sem receber cuidados ou amor.

Ela deu à luz incontáveis ninhadas de filhotes, o que deixou seu estômago inchado e estendido, e ela recebeu permissão para ficar ao ar livre somente após completar suas oito primaveras.

Ela sofreu a crueldade das terríveis “fábricas de filhotes”, até que finalmente foi resgatada, informa o The Dodo.

A pit bull idosa foi acolhida pela SPCA na British Columbia e esperou meses no abrigo antes de ser adotada.

Em todo o tempo em que a cadela esteve no local, apenas uma pessoa pediu para adotá-la: Jenny Mackay.

“Enquanto muitas pessoas viram um pit bull mais velho, com uma barriga distendida devido a contínuas reproduções, eu enxerguei apenas uma cadela que precisava de amor”, disse Mackay.

Lexy finalmente conseguiu um verdadeiro lar, mas depois de tudo o que ela havia passado, ela ainda tinha um longo caminho para percorrer.

Quando Lexy chegou pela primeira vez em sua nova casa, ela estava nervosa, tímida e cheia de problemas emocionais devido a sua vida de reprodução e confinamento.

A cadela não sabia como agir em um lar estável, mas, apesar desses desafios, ela sabia que só queria ser amada.

Como ela foi mantida em um ambiente fechado durante toda a sua vida, Lexy, essencialmente, teve que reaprender a ser uma cadela para desfrutar de tudo que a vida tem a oferecer.

“Nós passamos muitos meses trabalhando com um treinador para ajudá-la a aprender a andar com coleira e compreender os ambientes externos”, disse Mackay.

Reprodução/JennyMackay
Reprodução/JennyMackay

No começo, esse novo mundo de liberdade era um pouco assustador para Lexy, mas depois ela abraçou completamente sua segunda chance.

“Ela levou meses para desfrutar do conforto da casa. Sua cama e a lareira a assustavam, mas agora uma de suas rotinas noturnas favoritas é ficar deitada de costas em frente ao fogo e aproveitar o calor relaxante”, disse Mackay.

Lexy e sua família são grandes defensores de pit bulls e cães idosos e usam sua conta no Instagram para espalhar amor e conscientização a cada dia.

Lexy já tem 10 anos e não mostra sinais de que irá desacelerar o ritmo. Agora que está livre, a cadela desfruta de todos os seus dias.

“Não há esperança para a humanidade se continuarmos a olhar para os seres necessitados – sejam eles de quatro patas ou duas – e rotulá-los e julgá-los com base em nossos medos”, disse Mackay.

“Todos nós podemos aprender muito sobre quem nós deveríamos ser com um animal resgatado”, completou a tutora.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>