• Home
  • Ativistas lançam petições e clamam por justiça pela morte do gorila Harambe

Ativistas lançam petições e clamam por justiça pela morte do gorila Harambe

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/Twitter/ChrisDusauchoit
Reprodução/Twitter/ChrisDusauchoit

O assassinato do gorila Harambe no zoológico de Cincinnati desencadeou uma onda de tristeza e indignação, que está se transformando rapidamente em mobilização.

Em poucas horas, a dor do público se transformou em fúria enquanto críticos questionaram a decisão do zoológico de matar o gorila de 17 anos de idade chamado Harambe, quando o animal tentava proteger um menino de 4 anos que caiu em seu recinto, diz o Washington Post.

Várias pessoas também defenderam que os pais do menino deveriam ser punidos por não supervisionar adequadamente o filho.

Poucas horas após seu surgimento, a página no Facebook chamada “Justiça para Harambe” recebeu mais de 41 mil likes.

Em sua descrição, a página diz que foi criada para “aumentar a conscientização sobre o assassinato de Harambe” e inclui homenagens do YouTube e memes que enaltecem o gorila enaltecem o gorila e condenam os funcionários do zoológico.

Reprodução/Twitter/TammyMutasa
Reprodução/Twitter/TammyMutasa

“Disparar contra um animal em extinção é pior do que assassinato”,disse um comentarista da Dinamarca chamado Per Serensen na página.

O tenente Steve Saunders, porta-voz do Departamento de Polícia de Cincinnati, disse ao Cincinnati Enquirer que eles não há planos de apresentar queixa contra os pais da criança.

Mesmo assim, foram criadas milhares de petições online que pedem que o Serviço de Proteção à Criança de Cincinnati investigue os pais da criança por negligência.

Uma petição colocada no Change.org solicita a aprovação de uma lei que garanta “consequências legais quando um animal em perigo é prejudicado ou morto devido à negligência de visitantes.” A petição acumulou mais de 40 mil assinaturas.

“Esta não é a primeira vez que esse tipo de situação com aconteceu. Já aconteceu em 31 de agosto de 1986 na Durrell Wildlife Park e novamente em 16 de agosto de 1996 no zoológico de Brookfield,” alega a petição

“Nestes dois casos, os gorilas não foram mortos e as duas crianças foram resgatadas”, acrescenta.

O incidente no zoológico de Cincinnati ocorreu sábado à tarde quando um menino rastejou por uma barreira e caiu em um fosso perto de gorilas, declarou à imprensa o diretor do zoológico Thayne Maynard.

A indignação pública com a situação pareceu se intensificar à medida que novos detalhes sobre o incidente surgiram.

A testemunha Kim O’Connor disse que ouviu a criança dizer que queria pular no recinto do gorila. Segundo O’Connor, a mãe do menino estava cuidando de várias crianças ao mesmo tempo.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>