• Home
  • Incêndio no Canadá: protetores desafiam autoridades e tentam resgatar animais

Incêndio no Canadá: protetores desafiam autoridades e tentam resgatar animais

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/TheStar
Reprodução/TheStar

Um pequeno grupo de protetores está resgatando os animais domésticos abandonados em casas na cidade canadense Fort McMurray, atingida por um incêndio florestal de grandes proporções desde o dia primeiro de maio.

O grupo planeja continuar a salvar os animais do destino na “vala comum” apesar de ter sido expulso na semana passada, informa o The Star.

Os protetores afirmaram ter recebido milhares de e-mails de pessoas que tiveram que evacuar suas casas e deixar animais para trás.

Sam Sansalone, membro do “Fort Mac Fire – Pet Rescue”, disse que o grupo havia resgatado cerca de 230 animais domésticos até a última quinta-feira, dia 5.

Porém, no mesmo dia e na sexta-feira, a polícia expulsou os integrantes da equipe, disse ele.

Segundo Sansalone, as autoridades alegaram que as operações de resgate dos animais serão conduzidas pela prefeitura regional de Wood Buffalo e que há o risco de que as pessoas que trabalham de forma independente saquearem as residências sob o pretexto de ajudar os animais domésticos.

Para Sansalone, a preocupação é válida, mas os civis também deveriam receber autorização para ajudar.Os esforços de resgate de Wood Buffalo só começaram no sábado e Sansalone estava apreensivo de que poderia ser tarde demais para salvar muitos animais. “Essa é uma sepultura em massa”, afirmou.

O protetor declarou que seu grupo tentará trabalhar juntamente com as autoridades locais. A premier de Alberta, Rachel Notley, disse em entrevista coletiva que a região não é segura para os socorristas e que equipes de emergência estão ajudando no resgate de animais, além de lhes fornecer comida e água.

Notley acrescentou que a Sociedade para a Prevenção da Crueldade contra Animais (SPCA) também está envolvida nas operações e pede para que os tutores registrem os animais online e deem permissão para a equipe oficial entrar em suas casas.

“Vários dias já se passaram. Há quanto tempo estes animais estão sem comida e água? Provavelmente uma boa parte deles não sairá viva “, disse o protetor Tim McHaffie.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Juro por Deus: esses políticos de merda existem em todo o mundo, não só aqui no Brasil. É um desrespeito à vida que é uma epidemia!!! Fazem muito bem: tem de desafiar a MALDADE custe o que custar.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>