• Home
  • Veterinário acusado de maus-tratos é impedido de trabalhar com animais

Veterinário acusado de maus-tratos é impedido de trabalhar com animais

0 comments

Divulgação
Divulgação

Um veterinário que mantinha cães e gatos numa “masmorra imunda” foi condenado a seis crimes de maus-tratos e crueldade animal, suspenso durante um ano e impedido de trabalhar com animais para o resto da vida.

O caso remonta a fevereiro de 2015, quando a polícia de Leeds, Inglaterra, descobriu as condições em que se encontravam os animais em tratamento na clínica Armley Vets, de Gary Samuels.

A Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals, organização sem fins lucrativos que promove o bem-estar dos animais, divulgou as fotografias do que diz ser um cenário “inimaginável”.

Os animais eram mantidos em jaulas ferrugentas em quartos com fezes nas traseiras e na cave da clínica privada. Dois tiveram de ser abatidos mas 21 foram resgatados.

Gary Samuels foi ainda condenado a fazer 15 horas de trabalho comunitário, multado em 200 dólares (181 euros) e obrigado a pagar 500 dólares (454 euros) de despesas dos tribunais.

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: Notícias ao Minuto

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>