• Home
  • Pit bull baleado pela polícia de Michigan é induzido à morte

Pit bull baleado pela polícia de Michigan é induzido à morte

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: WMMQ
Foto: WMMQ

Um cão da raça Pit Bull que foi baleado pela polícia de Lansing (Michigan, EUA), no mês passado, foi induzido à morte após a área de controle de animais determinar que ele era “muito agressivo” para ser colocado para adoção.

O cão foi baleado no dia 26 de janeiro perto de uma escola no lado norte da cidade, depois de ter se comportado de forma supostamente agressiva contra oficiais, segundo a polícia. O cão sobreviveu, mas o Diretor de Controle Animal John Dinon disse que eles não conseguiram localizar seu tutor.

O cão foi avaliado no dia 02 de fevereiro para determinar se ele poderia ser colocado para adoção, disse Dinon. Ele acrescentou que os avaliadores não foram muito longe em um teste de temperamento antes de determinar que o cão era muito agressivo. O cão foi morto naquele mesmo dia, disse Dinon.

“Este cão não era seguro de ser realojado”, disse ele.

No dia do tiroteio, policiais foram enviados para o local depois que dois grandes pit bulls foram vistos correndo perto da propriedade da escola, disse a polícia. Ambos os cães foram agressivos com os oficiais, mas o primeiro cão foi baleado “porque se tornou uma ameaça”, disse a polícia.

Ambos os cães foram capturados e levados para o controle animal. Ninguém ficou ferido. O segundo cão passou no teste de temperamento e foi adotado dia 10 de fevereiro, disse Dinon.

O teste de temperamento usado, ele disse, é baseado em uma avaliação estabelecida pela Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade Contra os Animais.

Os avaliadores olham nos olhos do cão, envolvem seus braços em torno dele, dão-lhe comida e, em seguida, tentam tirá-lo usando um braço falso para segurança, disse Dinon. O teste também incluiu uma avaliação de agressão do cão com outros cães ou gatos. Agressão isolada contra gatos não significa que um cão não pode ser adotado, disse Dinon.

*É permitida a reprodução total ou parcial desta matéria desde que citada a fonte ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais com o link. Assim você valoriza o trabalho da equipe ANDA formada por jornalistas e profissionais de diversas áreas engajados na causa animal e contribui para um mundo melhor e mais justo.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>