• Home
  • Fazenda de leite vira santuário que vende sorvete vegano

Fazenda de leite vira santuário que vende sorvete vegano

0 comments

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Sweet-Anabelle's

Conhecer o terror que os animais experienciam na indústria de carne e produtos lácteos nos faz querer resgatá-los de uma existência assim… e isso é exatamente o que uma comunidade fez.

A histórica fazenda Lewis Oliver Quinta localizada na costa norte de Long Island foi o lar de uma popular fazenda de leite. Estima-se que fazenda existe desde a década de 1890 e no seu auge possuía 63 vacas na linha de ordenha. Depois de uma temporada de sucesso, o proprietário decidiu se aposentar e vendeu as vacas e a fazenda em 1953, quando foi transformado em um zoológico. No entanto, quando ele decidiu vender a propriedade cerca de 10 anos atrás, os moradores locais, liderados por Pamela Veitch, se uniram para salvar os animais restantes. Juntos, a comunidade criou a Friends of the Farm, uma organização sem fins lucrativos composta inteiramente por voluntários. As informações são do One Green Planet.

Sob a liderança de voluntários, esta antiga leitaria não só se tornou um santuário, mas também serve para educar o público sobre as personalidades individuais e a rica complexidade de animais de fazenda. Moradores da Oliver Lewis Farm incluem ovelhas, cabras, galinhas, perus, patos e outros animais resgatados, que foram salvos das fábricas de carne e laticínios, ou de casos de abuso e negligência.

Seguindo sua visão mais amável para com os animais, em vez de vender o leite de vaca, eles servem sorvete vegano!

Sorvete-vegano

De leite de vaca para o leite de coco

Depois de desistir de laticínios, a voluntária do Friends of the Farm Lorene Eriksen, que supervisiona o santuário, começou a experimentar fazer bolos de sorvete veganos. Inspirada por tudo o que ela havia aprendido enquanto trabalhava na Carvel (uma franquia de sorvetes) muitos anos antes, ela começou a fazer seus próprios deliciosos sorvetes e bolos, completos com esses crunchies de chocolate mágicos. Depois de aperfeiçoar sua receita de bolo de sorvete de leite de coco, ela começou a vendê-los na fazenda.

O nome do sorvete foi até inspirado por uma das residentes muito especiais da fazenda, Annabelle, a vaca. Annabelle é uma gigante doce e gentil que gosta de carinho nas costas. Foi por causa de sua personalidade afetuosa que Lorene nomeou suas criações, “Sweet Annabelle’s.”

Bolo-vegano

Para ser claro, não é o leite de Annabelle, nem leite de qualquer vaca, que é utilizado nos bolos. Em vez disso, esta querida vaca é caracterizada em produtos como um lembrete da beleza e individualidade de cada vaca.

“É nosso desejo que os animais em todos os lugares possam viver uma vida livre de danos, assim como Annabelle e seus amigos fazem. E que à medida que mais e mais alternativas livres de crueldade estiverem disponíveis, as pessoas virão a descobrir que a compaixão e a oportunidade de desfrutar de comida deliciosa nunca precisam ser mutuamente exclusivas “, Lorene escreve em seu site.

Cookies-sorvete-vegano

A Sweet Anabelle’s se gaba de que os seus bolos são construídos sobre compaixão e doce deliciosidade, que dá um toque suave em uma antiga tradição com bolos e sanduíches de sorvete veganos, feitos inteiramente a partir do zero. Alguns dos sabores mais vendidos incluem manteiga de amendoim, caramelo salgado, chocolate, baunilha, manteiga de amendoim com chocolate…

Cada pedido vem com uma recado especial para ensinar visitantes sobre a inteligência e senciência de animais de fazenda.

Perus são animais sociáveis. Eles apreciam a companhia de outras criaturas, incluindo humanos. Eles amam ter suas penas acariciadas.
Perus são animais sociáveis. Eles apreciam a companhia de outras criaturas, incluindo humanos. Eles amam ter suas penas acariciadas.

Lorene disse que tem imensa satisfação em ver as reações das pessoas quando elas experimentam o seu sorvete. Isso também abre o diálogo sobre os horrores da indústria de laticínios e as alternativas livres de crueldade que são tão deliciosas, se não melhores.

*É permitida a reprodução total ou parcial desta matéria desde que citada a fonte ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais com o link. Assim você valoriza o trabalho da equipe ANDA formada por jornalistas e profissionais de diversas áreas engajados na causa animal e contribui para um mundo melhor e mais justo.

 

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>