• Home
  • Morte de cão retirado de canil gera polêmica em Santa Cruz, no Rio Grande no Sul

Morte de cão retirado de canil gera polêmica em Santa Cruz, no Rio Grande no Sul

0 comments

Cao Canil Sta Cruz
Divulgação

Quatro dias após um cão, que foi resgatado da situação de rua, ser entregue aos cuidados da equipe do Canil Municipal de Santa Cruz do Sul, uma protetora de animais retornou ao local para retirá-lo de lá. Preto, nome dado ao cachorro, com cerca de oito anos, foi encaminhado para uma clínica veterinária. No entanto, o animal não resistiu e morreu ontem. O caso gerou polêmica nas redes sociais e será debatido em uma reunião com representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

O cão foi localizado por Mariane Schaefer, protetora de animais, e Daniel Stoelben, engenheiro ambiental que atua no canil, na sexta-feira, quando eles circulavam pelas ruas em busca de outro animal a ser resgatado. Preto estava com um machucado no pescoço e outro na cabeça. A protetora afirma que decidiu deixar o cão no canil porque recebeu a garantia de que ele teria atendimento veterinário. Mariane conta que na segunda-feira à noite foi alertada por uma voluntária sobre o estado dele.

Por isso, na manhã de terça-feira (29) foi até o local e retirou Preto do canil. “Ele estava lá deitado, sem soro, sem nada. Eu deixei o cachorro lá porque eu confiei que teria alguém responsável pela vida dele. Não foi o que aconteceu, infelizmente”. Em uma clínica veterinária para a qual foi levado, foi constatado que ele estava com alto grau de desidratação, além de fraqueza extrema. Foram realizados exames, o qual constatou um processo infeccioso agudo. O cão também recebeu soro e foi medicado com antibiótico, mas não resistiu.

“Acredito que se ele tivesse recebido atendimento adequado na sexta-feira ele teria grandes chances de sobreviver. Ele ficou três dias sem os cuidados que precisava”, lamentou. Já Stoelben, que estava junto com ela no momento do resgate, afirma que o cão passou por cuidados veterinários ainda na sexta-feira. “Ele foi atendido por dois veterinários, da Secretaria de Agricultura, e recebeu vacina. Todo o procedimento necessário em relação a esse cachorro foi feito”.

Compreenda o caso:

Adote
Quem estiver interessado em adotar um animal é só entrar em contato com a equipe do canil, pelo telefone (51) 3719-1170. Quem quiser, pode visitar o local. Também é possível adotar os animais durante as feiras de adoções, que são realizadas todos os meses. Desde dezembro, pelo menos 29 animais foram adotados por meio das feiras. “Os animais antes de chegarem aqui eram maltratados. Aqui são cuidados. Mas sabemos que eles precisam de uma família, de carinho”, diz Stoelben.

Fonte: Gazeta Online

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>