• Home
  • Dois cachorros morrem envenenados em Ceilândia Sul (DF)

Dois cachorros morrem envenenados em Ceilândia Sul (DF)

0 comments

Reprodução
Reprodução

Três cães foram envenenados nesta quarta-feira (3), em Ceilândia Sul, no Distrito Federal, e dois animais morreram. Moradores suspeitam que eles tenham ingerido chumbinho misturado com pedaços de carne. Um dos animais que morreram deixou dois filhotes.

A autônoma Camila Cristina Rodrigues afirma que a cadela Neguinha foi encontrada agonizando na manhã desta quarta. “Eles [os filhotes] mamaram 8h e quando foi por volta de 9h30 a Neguinha, mãe deles, ficou aqui babando, envenenada.”

O estudante Walisson Davisson da Silva ganhou o animal há dois meses e hoje encontrou o animal morto. “Meu cachorro morreu envenenado. Acordei com a noticia de que ele tinha morrido”, diz.

Também nesta semana, na QE 15 do Guará II, moradores encontraram cachorros mortos por envenenamento. Eles fizeram uma faixa em protesto pelo ocorrido.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) diz que o “chumbinho” é obtido de forma clandestina. O veneno recebe o nome de carbamato e é usado na agricultura como pesticida. Por ser ilegal, a compra e a venda do material é crime.

Segundo o veterinário Luís Ricardo Lopes, o produto altera o comportamento do animal e provoca convulsões antes de causar a morte. “Primeiro ele [o animal envenenado] fica um pouco mais agitado e automaticamente começam as alterações neurológicas”, afirmou.

O animal pode ter vômito, diarreia e tende a ficar com a respiração mais ofegante, com uma série de alterações e tremores musculares, diz o especialista. “Ao ponto de chegar ao quadro convulsivo, coma e óbito. Isso é progressivo e rápido, muito rápido.”

O diretor de comunicação da Polícia Civil, delegado Paulo Henrique Almeida, afirma que a corporação investiga os casos do Guará e pede que os moradores de Ceilândia façam a denúncia na delegacia. “Tem que registrar a ocorrência porque, se não registrar, a Polícia Civil não consegue investigar e aí é o quê? É um animal que vai morrer, é um animal que vai sofrer maus-tratos.”

A punição para quem comete maus-tratos a animais é de três meses a um ano de prisão. Em caso de morte do animal, a pena pode ser aumentada em um sexto. O Instituto Brasília Ambiental (Ibram) afirma que existem dois processos de licitação abertos para construção de cemitérios para cães no Distrito Federal.

Fonte: G1

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>