• Home
  • Vídeo mostra primeiros dias de pintinhos em incubadora

Vídeo mostra primeiros dias de pintinhos em incubadora

0 comments

(da Redação)

Cerca de 60 bilhões de galinhas são mortas no mundo a cada ano (Créditos: John Foxx/Stockbyte/Getty Images)
Cerca de 60 bilhões de galinhas são mortas no mundo a cada ano (Créditos: John Foxx/Stockbyte/Getty Images)

Uma investigação encoberta mostra o primeiro dia de vida dos pintinhos que nascem nas indústrias alimentícias – do ponto de vista deles. Segundo o grupo Anonymous for Animal Rights, câmeras foram colocadas na correia transportada e em outros lugares da incubadora mostrando os terríveis primeiros minutos de vida desses animais recém-nascidos. Essa experiência acontece com bilhões de filhotes da indústria no mundo todo.

O filme – feito em uma das maiores incubadoras de Israel, mas que é similar a outras incubadoras do planeta – foi filmado por um investigador disfarçado do Anonymous for Animal Rights, o maior grupo de defesa de direitos animais de Israel.

Ronen Bar, diretor de investigações do Anonymous for Animal Rights explica, “O vídeo mostra como é a vida do ponto de vista de um pinto, um indivíduo na linha de produção. A coisa mais chocante desse filme, na minha opinião, é ver o medo dos animais, que é um sentimento que todos os seres vivos sentem – o medo de ser jogado na correia transportadora, de ser apertado em caixas pequenas, jogado em caminhões, ou ser esmagado vivo”.

Cerca de 60 bilhões de galinhas são mortas no mundo a cada ano. Sob condições naturais, um filhote de galinha nasceria em um ninho debaixo das asas quentes da mãe; na indústria da carne, o primeiro dia da vida de bilhões de galinhas é extremamente diferente. O mercado do frango é baseado em incubadoras que deixam os ovos artificialmente aquecidos. Depois de nascer, os filhotes são jogados em uma correia transportadora onde passam pelo processo de classificação. Pintinhos fracos, deficientes e que nasceram tarde são descartados de diversas formas (esmagados vivos, como visto no vídeo, é um dos métodos que prevalece. Os outros são empacotados e levados a fazendas industriais. Mesmo que todos conheçam essas práticas desumanas, elas nunca foram mostradas pelo ponto de vista do filhote.

“Essa documentação única faz parte de uma campanha contra um plano promovido pelo governo de Israel, que quer encher a indústria da carne com um número enorme de pintinhos” diz Bar. “O resultado será o nascimento de milhões de filhotes a mais a cada ano, que sofrerão o mesmo tratamento cruel como visto no vídeo, até o dia em que são brutalmente assassinados. Pedimos que o governo cancele o plano”, ele acrescentou.

Assine a petição – salve 20 milhões de pintinhos ao ano.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>