• Home
  • Um cão ameniza a solidão e a velhice

Um cão ameniza a solidão e a velhice

0 comments

Por Fátima ChuEcco (da Redação)

Eddie-Garcia-in-Bwakaw

Corre que ainda dá tempo de ver em São Paulo, até 21/10, quarta (com sessões das 14h às 21h30), no Cinesesc Augusta, um sensível filme sobre um homem que enfrenta a velhice e a solidão ao lado de sua inseparável companheira, a cachorrinha de nome Bwakaw. Uma situação vivida por muitas pessoas que vivem isoladas, quase sempre mal-humoradas e que têm um cão ou gato como sua única família. O protagonista Rene é interpretado por Eddie Garcia que ganhou prêmio de melhor ator em diversos festivais, mas merecia um prêmio também a cachorrinha cujo nome verdadeiro é Princesa, por sua brilhante atuação. Ela é tão íntima do ator que até parece que vivem mesmo juntos fora das telas. Veja o trailer abaixo.

O filme, escrito e dirigido por Jun Lana, tem como cenário as Filipinas e reúne cenas realmente engraçadas que quebram um pouco o tom sombrio de um homem que, por volta dos seus 70 anos, encaixota todos os seus pertences para distribuir aos conhecidos por ocasião de sua morte. Ele, inclusive, compra um caixão e mantém quase que diariamente atualizada uma lista-testamento com o nome dos favorecidos. E no meio desse clima, um tanto melancólico, está Bwakaw, que acompanha Rene por toda parte revelando-se uma atriz de verdade.

Bwakaw_(film)A amizade dos dois cresce à medida que o filme avança. Rene é um homossexual que só aceita sua condição ao chegar aos 60 anos de idade quando, segundo ele, pouco tempo lhe resta para o amor ou para qualquer outra coisa. Ele decide então empacotar tudo que possui e deixar a casa cair aos pedaços enquanto também destrata as pessoas. Mas Bwakaw muda tudo especialmente quando adoece e força Rene a lutar pela vida dela. É nesse momento que cai a máscara do homem aparentemente frio e o filme abre espaço para mostrar como um animal pode representar tudo de mais valioso na vida de uma pessoa.

Rene vive num vilarejo rural, com poucos recursos para atendimento veterinário, mas faz de tudo para salvar a vida de sua melhor amiga. De quebra, um alerta dado pelo veterinário do filme. Ele chama a atenção de Rene para o fato dele não prestar a atenção devida na cachorra – o que vale para muita gente que faz muito carinho em seus bichos, trata como filho, até mima, mas não realiza exames básicos para manter a boa saúde deles. Nesse Outubro Rosa vale lembrar que castrar cadelas e gatas não basta – tem que fazer o exame de palpação com frequência.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>