• Home
  • Senador dos EUA promove festa beneficente onde pombos são mortos a tiros

Senador dos EUA promove festa beneficente onde pombos são mortos a tiros

0 comments

(da Redação)

Foto: YouTube
Foto: YouTube

Desde o ano passado, um grupo ativista de direitos animais Showing Animals Respect and Kindness (S.H.A.R.K.) está tentando colocar um fim a uma controversa festa beneficente anual chamada “Old World Pigeon Shoot” em Lone Wolf, promovida pelo senador Jim Inhofe, dos Estados Unidos. As informações são do Kfor e do Washington Post.

O grupo enviou Stu Chaifetz no ano passado como investigador disfarçado, para gravar um vídeo do evento.

Chaifetz registrou pombos sendo atirados ao ar, onde eram mortos a tiros, como a grande atração da festa. “Eles ainda eram chutados, torturados, e é impressionante como o Senador Inhofe pode angariar fundos a partir de pessoas  que apreciam esse tipo de matança”, disse Chaifez.

Ele acrescentou que o tratamento aos pombos no evento é simplesmente desumano, pois eles são protegidos sob a lei de Oklahoma, “embora os funcionários do Departamento de Vida Selvagem tentem alegar o contrário”. Mil pombos são mortos durante o evento.

O grupo também faz outras reclamações contra o senador, delatando que o evento é realizado em terras federais, e que emprega funcionários do Departamento de Vida Selvagem para a festa, além de Inhofe não pagar impostos “sobre os pombos” e para a realização.

Foto: S.H.A.R.K./YouTube
Foto: S.H.A.R.K./YouTube

A S.H.A.R.K. entrou com ações em tribunais federais e estaduais na semana passada, documentando a violação, por parte de Jim Inhofe, da ética e das leis de crueldade a animais, e denunciando o uso indevido de impostos. Os ativistas querem que os líderes estaduais proíbam a prática, que é ilegal e, além de tudo, viola leis humanitárias de Oklahoma.

Na mesma semana, membros do grupo realizaram manifestações em frente aos escritórios de Inhofe em Tulsa e Oklahoma, chamando o senador de “serial killer de animais”.

Foto: Ecorazzi / S.H.A.R.K./YouTube
Foto: Ecorazzi / S.H.A.R.K./YouTube

 

Eles também enviaram uma carta ao Departamento de Segurança Pública, pedindo que a polícia fosse enviada para fechar o evento, que aconteceria novamente nos dias 11 e 12 de Setembro.

Mas isso não só não ocorreu, como teve um desdobramento desagradável. Na sexta-feira, dia 11, ao saber que o evento iria ocorrer, a S.H.A.R.K. enviou um drone chamado “Angel” para filmar a atrocidade.

Assim que começou a sobrevoar a localidade onde era realizada a festa, o equipamento logo foi derrubado por uma arma de grosso calibre. A ONG acusa a equipe de Inhofe de ter feito isso, mas o porta-voz de campanha de Inhofe, Ryan Jackson, desmentiu a acusação e não quis fornecer mais detalhes do incidente.

Drone da S.H.A.R.K., após ter sido derrubado e destruído. Foto: S.H.A.R.K.
Drone da S.H.A.R.K., após ter sido derrubado e destruído. Foto: S.H.A.R.K.
Segundo a reportagem, houve uma certa ironia nesse caso, pois não só foi apresentado um projeto de lei no senado na semana seguinte, proibindo o uso de drones, como também Inhofe é conhecido como o co-fundador de uma bancada no senado que se preocupa exclusivamente com o impacto dos drones na privacidade dos cidadãos.Enquanto isso, apesar de não desistirem de sua luta, os ativistas se vêm de mãos atadas. “Há alguém corajoso e forte o suficiente para enfrentar o Senador Inhofe e finalmente olhar para esta situação?”, questiona Chaifetz.

Veja a seguir o vídeo da S.H.A.R.K. obtido no evento do ano passado:

https://www.youtube.com/watch?v=eDbN36abT0k

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Esta reportagem é um pouco melhor. Pelo menos mostra os ativistas empenhados em mudar isso. Devia fornecer algum link para um abaixo assinado contra esse senador. De qual partido ele é? Seria bom que todos soubessem quem é esse homem que incompreensivelmente ocupa um cargo tão elevando e que fosse feito uma campanha para que não mais seja eleito. Também é impressionante como nos Estados Unidos não há leis em defesa dos animais. Como algo apavorante assim pode ser legal? Sei que a nossa não é boa, mas eles se consideram do primeiro mundo. O mais grave é que pessoas comparecem a esses eventos. Torcendo pelos ativistas. Já a matéria das caçadas na Africa do Sul…Se os ativistas estão fazendo algo não sabemos o que é. Parece que simplesmente desistiram.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>