• Home
  • A ingratidão de uma Universidade Norte-Americana

A ingratidão de uma Universidade Norte-Americana

0 comments

Chimpanzé resgatado e agora em um Santuário (STC) / Jo-Anne McArthur - NEAVS
Chimpanzé resgatado e agora em um Santuário (STC) / Jo-Anne McArthur – NEAVS

Na Universidade de Emory há o Centro Yerkes de Primatas, que, durante mais de 50 anos, tortura chimpanzés em experiências médicas, de acordo com interesses farmacêuticos privados.

O primatólogo Frans de Waal que se enriqueceu e se deu a conhecer no mundo científico com seus livros sobre chimpanzés e bonobos, com teorias fantasiosas sem comprovação científica, gerenciou, durante anos, um grupo de chimpanzés, que já não estão sendo usados em experiências médicas e se negava a entregá-los a Santuários, para levar uma vida decente nos últimos anos de suas vidas miseráveis naquele centro pseudocientífico.

Agora que o Governo Norte-Americano reconheceu que os chimpanzés Norte-Americanos estão em perigo de extinção e que devem ser protegidos, a Universidade de Emory quer se desfazer dos 8 restantes das dezenas que por lá viveram e morreram, os enviando para fora das fronteiras Norte-Americanas, a um Zoológico na Inglaterra que continuará os explorando.

A Organização NEAVS, que já intercedeu no passado por esses chimpanzés para que fossem relocalizados num Santuário, denuncia a ação da Universidade de Emory, que envergonha a comunidade científica mundial, de se desfazer daqueles infelizes em um Zoológico estrangeiro, onde deixam de estar protegidos pelas novas normas dos Estados Unidos que impedem a continuação das torturas médicas.

Aqui reproduzimos a sugestão do NEAVS para escrever ao Presidente da Universidade de Emory, James W. Wagner – james.wagner@emory.edu – pedindo que impeça a transferência dos 8 chimpanzés remanescentes de Yerkes a um Zoológico inglês.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. O autor desse artigo faz acusações pesadas ao Frans de Waal. Ele tem provas concretas que chimpanzés são torturados? Me parece anti-etico afirmar online que um cientistas tenha teorias fantasiosas. Esse sr. que conteste cientificamente essas teorias através de publicações com o mesmo nível cientifico. Lamentável essa atitude!

    1. José, vc deve estar a brincar. De que nível científico está a falar? Tortura não é ciência, meu amigo. Existem hoje, comprovadamente, formas de se testar medicamentos e outros fatores através de computadores, por exempo. Existem programas para tal. É voce que tem de procurar se informar antes de pôr em causa os argumentos e fatos sólidos apresentados pelo Dr. Pedro Ynterian.

      A desumanidade começa pelas nossas crueldades, no plural, contra animais: touradas, matadouros com extrema crueldade, lojas onde aninais são mercadorias e não seres sentientes, abates, rodeios, brigas de galos e de cães para lucros monetários dos ‘donos’, safaris, caçadas, animais em cativeiro para servirem de atores/palhaços/entretenimento, circos com animais ‘ensinados’, gaiolas para pássaros, zoológicos, etc etc. etc.

      Depois vêm as matanças humanas nas guerras, explorações, a crise de refugiados na Europa, onde vivo, torturas, invasões, armamentos extremamente maléficos para ferir, causar dor, sofrimento, matar. Triste mundo este onde damos desculpas para nossa selvageria, agressividade, falta de civilização e de civilidade.

      Somos os piores animais a habitar a terra.

  2. Não entendi, José. Você tem dúvidas que eles são torturados? Pra que prova maior do que se encontrarem completamente fora do seu habitat? Só de estarem lá já significa tortura. E garanto que tem muito mais do que isso. Outra prova: querem manda-los para um zoológico. Isso também é tortura.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>