• Home
  • Parlamento europeu reforça proibição de comercialização de produtos derivados de focas‏

Parlamento europeu reforça proibição de comercialização de produtos derivados de focas‏

0 comments

(da Redação)

Foto: Joe Raedle/Getty Images
Foto: Joe Raedle/Getty Images

Parlamentares europeus votaram a favor do rigor na proibição de venda de produtos derivados de focas na semana passada, em um movimento que os ativistas afirmam que irá proteger milhões de focas do massacre com fins comerciais. As informações são do The Guardian.

A votação em Strasbourg aborda um embargo já existente na União Europeia, em linha com regras da Organização Mundial do Comércio (OMC).

Duas nações nas quais se pratica a caça às focas, Canadá e Noruega, tiveram no ano passado a sua primeira vitória junto à OMC, quando conseguiram exceções à proibição para comunidades indígenas que violassem as regras. Essas brechas, no entanto, estão fechadas agora.

“Nós, cidadãos europeus, deixamos claro que não queremos comprar nenhuma pele e outros produtos vindos da terrivelmente cruel matança de focas, e esperamos que agora o Canadá e a Noruega finalmente aceitem a vontade dos consumidores, e parem de conduzir esses desafios repetidamente falidos”, disse Joanna Swabe, diretora da Humane Society International na Europa.

Desde 2002, mais de 2 milhões de focas foram mortas no Canadá, que é o palco dos maiores massacres de mamíferos marinhos do planeta.

Os produtos resultantes dessas mortes, sendo em sua maior parte as peles, vêm sendo proibidos recentemente em mais de 35 países, incluindo Estados Unidos, Rússia e Taiwan.

Pesquisas de opinião mostram forte apoio público à proibição da União Europeia, introduzido primeiramente em 2009, com a aprovação de 72% dos cidadãos europeus e 86% dos canadenses.

De acordo com a parlamentar Catherine Stihler, o boicote da União Europeia evitou que 2 milhões de focas fossem espancadas ou mortas a tiros. “Milhões de outras focas continuarão a serem salvas desta prática horrível e bárbara, se houver um reforço na proibição por parte da União Europeia”, disse ela. “A única maneira de se fazer com que esta proibição funcione é através da cooperação entre os países e da ação internacional, e em questões dessa natureza a União Europeia tem que assumir a liderança, refletindo as preocupações da Europa e do mundo com os direitos animais”.

Igor Soltes, do Green Party, afirmou que a nova votação – obtida pela maioria de  631 – irá assegurar que o boicote ao comércio na Europa de fato seja aplicado. “Esperamos que todos os estados membros e todos os parceiros, incluindo os estados nórdicos, agora sigam plenamente a proibição, que tem o esmagador suporte popular de toda a Europa”, declarou ele.

Alguns parlamentares tentaram introduzir uma exceção à proibição, argumentando que a matança de focas deve continuar em regiões nas quais houver a “superpopulação” desses animais. Mas a OMC já determinou que isso é algo praticamente impossível de se dimensionar, e a emenda não foi aprovada.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>