• Home
  • Restaurante é processado por ter se tornado vegano

Restaurante é processado por ter se tornado vegano

0 comments

(da Redação)

Foto: Facebook/GustOrganics
Foto: Facebook/GustOrganics

Conforme publicado pela ANDA no início desse ano, o restaurante GustOrganics primeiro decidiu tornar-se vegano e por isso recebeu e-mails de ódio de muitos clientes. Agora, a empresa está sendo processada por investidores pelo mesmo “crime”. As informações são do Ecorazzi.

Os investidores do restaurante de West Village (Nova York, EUA) entraram com uma ação contra o gerente e os proprietários alegando que a mudança para o veganismo “causara danos à reputação e às vendas do estabelecimento”, e que a alteração fora baseada exclusivamente nas crenças pessoais dos gestores do mesmo”.

Quanto a tais crenças, os investidores querem dizer que a gerente Kiki Adami, o seu marido e sócio-proprietário Paul Chang, e o amigo e sócio Alberto Gonzalez  declararam não poder continuar com a consciência tranquila servindo carne após terem se informado sobre a devastação causada pela pecuária global no meio ambiente.

Segundo a reportagem, o volume de vendas teria caído consideravelmente desde que o trio fizera a mudança.

Ainda assim, Adami, Chang e Gonzalez afirmam sentir que estão fazendo a coisa certa. “Há uma imensa desconexão, pois a criação de animais para consumo humano é uma das principais razões para o desmatamento, além de também produzir mais emissões de gás metano que todos os automóveis do mundo combinados”, disse Adami ao Munchies.

Com relação à queda no faturamento, Adami refuta a acusação dos investidores. Em uma cidade que é geralmente tranquila em junho, os donos do GustOrganics dizem que o negócio vem sendo realmente rentável. “Eu estou sendo processada por perder clientela, mas pela primeira vez em três anos estamos de fato tendo lucro em um mês de junho”, conta Adami.

No entanto, enquanto o processo avança, os investidores estão buscando uma liminar para impedir que Gonzalez, Adami e Chang continuem tomando qualquer decisão quanto ao negócio. Eles querem que Gonzalez transfira-o para o seu controle e estão pedindo indenizações monetárias em uma quantia a ser determinada no julgamento.

Gonzalez diz que irá apresentar a sua versão da história no tribunal.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Melhor do que motivos ambientais seria a compaixão pelos animais que não foi o mote dos proprietários, no entanto se assim fosse a represália seria maior ainda, quem sabe até depredando o estabelecimento. Carnívoros às vezes são feras enraivecidas quando intolerantes à liberdade de pensar e agir dos que se posicionam contra tortura e morte no cardápio porém Adami, Chang e Gonzalez são os donos e podem escolher o que servir à mesa, principalmente quando as opções são éticas apesar das represálias. Veganos devem ser muito bem vindos lotando a casa, divulgando e incentivando a atitude e claro, pagando a conta para que o local cresça e resplandeça calando a oposição.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>