• Home
  • Grupo de proteção animal de Contagem (MG) se mobiliza

Grupo de proteção animal de Contagem (MG) se mobiliza

0 comments

Foto: Divulgação/ Diário de Contagem/ Robson Rodrigues
Foto: Divulgação/ Diário de Contagem/ Robson Rodrigues

Na última sexta-feira (14), aconteceu no Centro de Controle de Zoonoses de Contagem (MG), mais uma reunião para discutir e planejar ações capazes de minimizar a situação de calamidade pública que envolvem os animais domésticos na cidade.

Em Contagem, a grande quantidade de cães soltos pelas ruas chama a atenção dos moradores e de quem visita a cidade. Os maus-tratos acontecem diariamente, mas as autoridades ainda não encaram o problema como um assunto de saúde pública.

Diante da situação, o grupo formado por ONGs de proteção animal, Guarda Municipal Florestal, veterinários, CCZ Contagem e representantes do legislativo e do executivo, voltaram a se reunir para traçar algumas ações positivas.

Lei contra os maus-tratos

No encontro ficou decidido que o grupo vai acompanhar as votações de todos os projetos de Lei que tramitam no legislativo estadual e municipal, que tenham o objetivo de acabar com os maus-tratos aos animais.

Segundo o fiscal da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Eric Machado, ao focar na aprovação de leis capazes de inibir os maus-tratos, muitas situações que fazem os animais sofrerem tendem a acabar na cidade.

“Vamos apoiar todos os projetos de leis que tramitam na Assembleia Legislativa de Minas e na Câmara Municipal de Contagem que determinem o fim dos maus-tratos aos animais. Leis contra os maus-tratos vão nos ajudar a impedir a realização de rodeios, a utilização de animais em circos e a proteger os animais em cativeiros”, explica o fiscal.

Ainda de acordo com o fiscal, que também é protetor dos animais, o grupo formado pretende se formalizar através de uma associação civil independente e apartidário.

O comércio de cães na cidade também foi discutido. Na feira de Artesanato do Eldorado, os cães são vendidos nos passeios públicos sem nenhum controle. Já no Mercado Central de Contagem, os animais são maltratados em gaiolas e lá permanecem mesmo quando o centro de compras se fecha.

Animais silvestres

O Guarda Municipal Ambiental, Ronan Vilela, relata que não são somente os ciclistas e motoqueiros as vítimas das linhas chilenas e com cerol.

“Vários pássaros são mutilados e mortos pelas linhas cortantes utilizadas pelas crianças e adultos que empinam pipas e papagaios. Frequentemente resgatamos aves como falcões, corujas e outras aves de rapina, feridas. Muitas delas tiveram suas azas decepadas e não poderão voltar a voar”, relata o guarda.

A protetora, Bárbara França Teixeira, sugere que seja feita uma reunião somente para discutir melhor a situação dos animais silvestres criados em cativeiro irregularmente.

“Quando os animais são resgatados e levados para outros viveiros, tendem a morrer. Os pássaros, por exemplo, principalmente os papagaios, que sempre conviveram com seus guardiões, podem morrer se trocados de habitat”, explica.

CCZ Contagem

As veterinárias do Controle de Zoonoses de Contagem, Taiza Gonçalves e Sofia Alves, contam que recentemente tiveram uma reunião na Secretaria Municipal de Saúde e foram informadas que um novo coordenador será designado para o CCZ.

“A notícias que temos é que haverá mais investimentos para melhorar a produtividade, principalmente aumentar o número de castrações”, informa a veterinária.

Mutirão de castrações

Enquanto a prefeitura não investe no Controle de Zoonoses, o grupo se mobiliza e pede a sociedade civil doações para que as castrações iniciem o quanto antes.

A representante da ONG Projeto Proteger, Mariana Liceia, organiza um mutirão de castração e pede o apoio de empresários e moradores da cidade.

“Pretendemos castrar 70 cães e gatos. Mas para a realização dos procedimentos são necessários R$3.370,00, conseguimos R$1.000,00 e o empréstimo de 1 kit de castração oferecido por uma protetora dos animais. Precisamos de mais R$2.370,00 para a compra dos materiais necessários. Por isso pedimos o apoio dos cidadãos contagenses que reconhecem a importância de proteger e tratar bem os animais domésticos de estimação”, conclui Liceia.

Os interessados em doar e ajudar no mutirão das castrações pode ligar para: (31) 3063.5636

Fonte: Diário de Contagem.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>