• Home
  • Rodovias e ações humanas ameaçam populações de leões da montanha‏

Rodovias e ações humanas ameaçam populações de leões da montanha‏

0 comments

(da Redação)

Foto: CC by 2.0 / California Department of Fish and Game
Foto: CC by 2.0 / California Department of Fish and Game

A Califórnia, lar de uma enorme variedade de espécies de flora e fauna, é considerada o local privilegiado em matéria de presença dos leões de montanha, com uma população potencial de 5 mil em todo o estado. E estes felinos – também conhecidos como pumas agora têm proteção contra a caça. Ainda assim, a sua taxa de sobrevivência anual, no sul da Califórnia, tem sido considerada significativamente baixa, girando em torno de apenas 56%. As informações são do Tree Hugger.

Até 1963, os leões da montanha eram considerados predadores bountied, o que significa que os caçadores recebiam uma recompensa monetária por matá-los. Seu status foi alterado para big game, e, apesar de os caçadores deixarem de ser recompensados, eles ainda tinham a permissão para matá-los. Em 1990, quase todos os tipos de caça de leões da montanha na Califórnia foram proibidos. Então, por que a sua taxa de sobrevivência é tão baixa?

A maior parte do habitat do leão da montanha no sul da Califórnia está localizada entre as maiores áreas de Los Angeles e San Diego. Em um abrangente estudo de 13 anos da Universidade da Califórnia, Davis olhou para a mortalidade e sobrevivência da população em uma área que se estende do condado de Orange, ao sul da fronteira mexicana, até o Mar Salton.

Combinando dados genéticos e demográficos, eles determinaram que, apesar de a caça ser proibida, os seres humanos ainda conseguiram matar mais da metade dos animais. Infelizmente, isso provavelmente não é uma surpresa. Eles foram mortos por carros, autorizações de demoliçãoo, tiroteios ilegais, remoções de segurança pública ou incêndios causados pelo homem.

O que torna o problema ainda pior é a estrada I-15, uma importante via que liga os condados de San Bernardino, Riverside e os condados de San Diego. É quase impossível para os felinos atravessarem com sucesso.

O principal autor do estudo, Winston Vickers, um veterinário associado ao Wildlife Health Center da Escola de Medicina Veterinária UC Davis, disse que a perda de populações de leões de montanha em região de estradas é tão grave no sul da Califórnia que existem preocupações significativas sobre o destino destes animais.

Em nenhum lugar dos EUA as populações de leões de montanha têm taxas de sobrevivência tão baixas como nesta região“, disse Vickers. “Isso significa que, no entorno da rodovia I-15, as chances de esses felinos sobreviverem, criarem um território e reproduzirem-se com sucesso são mais difíceis do que se espera“.

A situação é tão grave que uma translocação pode ser requerida para salvá-los, observa o estudo. Entretanto, mais soluções naturais para conectar a população – como a criação de área de travessia seguras nas estradas alvejadas – poderiam ser muito melhores, declara Vickers.

Essa população tem um pé na casca de banana e um pé na beira do abismo”, disse Vickers a respeito dos leões da montanha de Santa Ana. “Tudo o que podemos fazer, devemos fazer”.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>