• Home
  • Baleia é encontrada morta na beira da praia no Litoral Norte do RS

Baleia é encontrada morta na beira da praia no Litoral Norte do RS

0 comments

Baleia tinha oito metros de comprimento e era um filhote macho (Foto: Ignacio Monteiro/Ceclimar)
Baleia tinha oito metros de comprimento e era um filhote macho (Foto: Ignacio Monteiro/Ceclimar)

Uma baleia-franca foi encontrada morta na beira da praia de Tramandaí, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, nesse fim de semana. O Centro de Estudos Costeiros, Limnológicos e Marinhos (Ceclimar), vinculado à Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), foi avisado durante a manhã, após banhistas avistarem o mamífero na areia. Durante essa semana, frequentadores da praia relataram ter visto diversas baleias na água.

Conforme o vice-presidente do Ceclimar, Ignácio Moreno, a baleia que apareceu morta tinha cerca de oito metros de comprimento e era um filhote macho. Por volta das 14h, o mamífero foi retirado do local com a ajuda de uma retroescavadeira para passar por um exame de necropsia. Ainda não se sabe o que motivou a morte.

“O exame preliminar não demonstra corte profundo, nenhuma agressão ou atropelamento por barco. Não tem como descartar que foi uma rede, mas não tinha marcas aparentes. O exame também vai apontar se tem algum problema em algum órgão, se pode ter sido alguma deficiência, e ao longo das próximas semanas sai o resultado”, destaca Moreno.

Integrantes da ONG Oceano Vivo, que trabalha na preservação de baleias-francas no Rio Grande do Sul, também foram até a beira da praia de Tramandaí para analisar o animal encontrado morto. Thiago Nóbrega Lisboa acredita que alguns cortes podem, sim, ser de embarcações.

“Acho que tem sinais claros de alguma embarcação, ou então se enroscou em alguma rede, mas estou esperando uma resposta dos especialistas do Instituto Baleia Jubarte, na Bahia”, disse o formando em biologia. A ONG tem uma parceria com o instituto e aguarda a análise das imagens.

Nos últimos dias, outras baleias foram flagradas nas águas das praias do Litoral Norte. Segundo Moreno, em Arroio do Sal sete mamíferos foram vistos durante a semana. A ONG Oceano Vivo gravou um vídeo na última quinta-feira (30), em Capão da Canoa.

Segundo o especialista do Ceclimar, é comum aparecer baleias, principalmente francas, nessa época no Litoral Norte gaúcho. O pico é em setembro. “É uma área de reprodução, não mais apenas migratória”, afirma. Moreno acrescenta que não há risco aos banhistas, já que os animais ficam perto da rebentação, porém faz alerta aos surfistas.

“É importante que os surfistas tentem não se aproximar. Uma fêmea com filhote pode ser muito agressiva. Elas podem chegar a pesar mais de 80 toneladas na fase adulta”, completou Moreno.

Fonte: G1

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>