• Home
  • Veterinário dá dicas para equilibrar clima ruim com passeios diários

Veterinário dá dicas para equilibrar clima ruim com passeios diários

0 comments

O Clube de Cãompo é especializado em receber cães de todas as raças e portes
O Clube de Cãompo é especializado em receber cães de todas as raças e portes

Quantas vezes o seu cão precisa passear por dia? Sabia que a quantidade de passeios e o tempo variam de acordo com a raça? Levar o animal para caminhar e se exercitar, de acordo com os veterinários, não é um mero luxo. Independente de residir em casa e, principalmente, apartamento, sair com o animal para gastar energia é uma necessidade que deve ser suprida para evitar problemas de saúde, de comportamento e emocional.

Quantos passeios por dia?

De acordo com o veterinário, Aldo Macellaro, tudo depende do comportamento do cão. Ou seja, se o cachorro for mais hiperativo, obviamente suas necessidades de sair serão maiores. “No geral, o ideal é que o animal passeie, pelo menos, duas vezes por dia, com duração de 30 minutos cada passeio” explica Macellaro. Essas atividades são recomendados para suprir a vontade que o cão tem de se socializar e gastar energia. O veterinário também explica que “deixar o cão sempre preso, mesmo quando há quintal em casa, pode ser prejudicial, pois aumenta chances de obesidade, depressão e dificulta a socialização com os demais cães ou pessoas”.

Xiii, o tempo fechou…

Frio e chuva definitivamente não combinam com passeio! As pessoas costumam ficar desanimadas para qualquer atividade externa e, por encararem como algo sem importância, as saidinhas com os cães são adiadas até o retorno dos dias mais quentes ou ensolarados. “Isso é complicado, principalmente se o cão está acostumado com uma rotina. Assim como os humanos tem contato com outras pessoas no frio, o cão também deve ter. Afinal, as temperaturas baixas não diminuem a necessidade do animal. Além disso, o animal não tem a mesma percepção de temperatura que nós. Para ele é apenas mais um dia de diversão” esclarece o veterinário, Aldo Macellaro.

 

Fonte: Itu.com.br

 

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>