• Home
  • Aldeões destroçam uma cabra viva com as próprias mãos durante festival no Nepal

Aldeões destroçam uma cabra viva com as próprias mãos durante festival no Nepal

0 comments

Foto: Reprodução/ Daily Mail
Foto: Reprodução/ Daily Mail

Mesmo após proibir o festival em que milhares de búfalos são decapitados, o Nepal ainda tem outras celebrações sangrentas e que envolvem a morte de animais, como este em que um bode é destroçado vivo por aldeões.

O festival Deopokhari é realizado todos os anos em agosto, na aldeia de Khokana, uma das mais antigas do vale de Kathmandu, localizado no centro do Nepal. As informações são do Daily Mail.

Além das mortes de animais em rituais, o festival, que já acontece há mais de 900 anos, inclui danças, músicas e comidas tradicionais.

O festival remonta ao século 12, quando os moradores começaram a afogar bodes vivos na lagoa em uma tentativa de “apaziguar os deuses” após uma criança da vila morrer afogada no local.

O Deopokhari acontece um dia depois uma das festas mais populares do Nepal. O Gai Jatra, ou Festival de Vacas, é celebrado principalmente no vale de Katmandu e homenageia as pessoas que morreram durante o ano. Na ocasião, centenas de vacas são levadas às ruas da região.

A população da região pratica uma combinação de hinduísmo e budismo. Mas diversos ativistas de direitos animais classificaram a celebração religiosa como “bárbara”.

As fotos mostram quando uma cabra de aproximadamente seis meses de idade é jogada na lagoa perto de um templo, localizado no centro da aldeia.

Foto: Reprodução/ Daily Mail
Foto: Reprodução/ Daily Mail

Nove homens, em sua maioria jovens, saltam na lagoa e agarram a cabra, destroçando o animal com suas mãos e dentes

Eles continuam mordendo, puxando e estrangulando o animal até a morte. Finalmente, o homem responsável pelo golpe final ganha a permissão de liderar a procissão que começa em seguida.

A ONG Animal Welfare Network Nepal luta há anos contra a realização do festival, e conseguiu reunir apoio internacional à causa, conforme comentou um porta-voz da organização.

“A Animal Welfare Network Nepal condena os atos de sacrifício no festival e está levantando sua voz contra a crueldade animal”.

A PETA, organização internacional que também luta pelos direitos animais, se juntou à campanha pelo fim da morte de animais em rituais, destacando o dano que o festival “excepcionalmente selvagem e repugnante” traz à reputação do Nepal.

A nepalesa Bidhata Singh, que criou uma petição online contra o assassinato dos animais no festival, classificou a celebração como “louca”.

“A experiência do bode é insuportável. Todos os anos, animais são mortos no Nepal em nome da religião ou da tradição. Isso é totalmente diabólico e imoral”.

Fonte: R7

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Estarrecedor mas compreensível em povos ignorantes que ainda não evoluíram e nem fazem questão disso preferindo manchar suas mãos com sangue inocente na absurda pretensão de “acalmar os deuses” imaginários de suas tradições esdrúxulas. Entidades do Bem não são veneradas com assassínios em demonstrações de bestialidade, selvageria e estupidez mas com ações éticas e justas em prol dos seres vivos, protegendo os mais fracos para ser protegido e salvando para ser salvo – é assim que se reza.

    1. Sandra, nem sempre sao pessoas ignorantes, pois rituais e barbaridades como estas contra animais existem no mundo todo com pessoas “cultas” que sabem que esta errado e o mal que fazem, na Espanha miles de espanhoes adoram a tourada, adoram a outra que é colocar fogo no chifre do touro e amarrar eles em estacas para logo e puxar o rabo deles, tb tem outra brincadeira muito dolorida para os animais que é no monte homens em cima do cavalo tenta acertar a ponta de varas afiadas nos bezerros e tantas outras, essas tradiçoes nao sempre sao só pessoas ignorantes que praticam e sim todos. a maldade nao destingue de inteligência.

      1. Entendi Rose, também estou ciente destes outros costumes bárbaros que você citou mas considero ignorante um ser humano que não se compadece diante de qualquer ser vivo em sofrimento, mesmo que o portador da ignorância ostente diplomas, medalhas, doutorados, condecorações, menções honrosas por bravura ou coisa nenhuma. Em muitos analfabetos existe a sabedoria não encontrada nestes humanos cultos ou não, que “ignoram” quão pouco valem quando praticam aberrações que tais.

  2. Desde quando algo que tem elevacao espiritual pode conferir dor a outro ser vivo? Triste que em pleno século 21 tais cenas ainda tenham alcunha de algo espiritual, tradicao… Pode ser tudo ou qualquer coisa, menos ter bons espiritos.

  3. Gente, isso me dá uma revolta muito grande…isso é coisa do demônio, sempre falo e continuarei dizendo, que esses covardes tem pacto com o DIABO

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>