• Home
  • Público se opõe à abertura de parque SeaWorld em Dubai

Público se opõe à abertura de parque SeaWorld em Dubai

0 comments

por Augusta Scheer (da Redação)

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Nos últimos meses, a marca SeaWorld Entertainment Inc., administradora de conhecidos parques exploradores de animais como baleias e golfinhos, enfrentou crescente oposição à abertura de um novo parque na cidade de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Uma petição contrária ao novo parque reuniu mais de 32 mil assinaturas, na contramão dos planos da compania, que pretendia “avaliar a viabilidade de um empreendimento multi-parques no Oriente Médio.”

Desde então, o SeaWorld Inc. não se pronunciou mais sobre o assunto, e parte do público repudiou veementemente a proposta, afirmando que representa um ataque aos direitos animais. As informações são do ArabianBusiness.com.

A petição, dirigida ao governo de Dubai, afirma que a cidade “tem uma boa reputação como destino turístico por sua bela arquitetura, belezas naturais e pelas pessoas gentis, então não se deve manchar essa boa reputação permitindo que o SeaWorld abra um parque em Dubai.

“O SeaWorld é um dos piores exemplos de abuso animal na história dos Estados Unidos, e não devem permitir que exista também em Dubai. Eles são absolutamente bárbaros em relação ao que estão fazendo com esses pobres animais marinhos, que mantêm em cativeiro nos parques temáticos.”

“Na natureza, as baleias orcas são rainhas do oceano, nadam 160km por dia. No confinamento, vivem em minúsculas piscinas, é o equivalente a um ser humano viver confinado numa banheira.”

“Eles alimentam as baleias e golfinhos com peixes contendo drogas, para mantê-los dóceis e apáticos, e deixam os animais famintos para forçá-los a apresentarem truques.”

O grupo Care2, que organizou a petição, conta que cerca de 10% dos signatários afirmam ser cidadãos dos Emirados Árabes. “Há 2803 assinaturas especificamente dos EAU, e também chamamos a atenção da comunidade internacional,” segundo uma porta-voz do Care2.

“Já vimos algumas petições como esta que tiveram sucesso e influenciaram os governos e empresas a desistir de planos nocivos aos animais ou ao meio ambiente. Acho que, se esta petição conseguir juntar mais assinaturas, há uma grande chance de que toda essa revolta consiga convencê-los a não seguir com o plano,” acrescentou a porta-voz.

O grupo PETA também lançou uma petição similar, que reuniu cerca de 30 mil assinaturas, provando que o número de opositores a tais parques é muito grande, ao redor do mundo.

“Desde o lançamento do aclamado documentário Blackfish, em 2013, a história sórdida de abuso animal do SeaWorld, suas apresentações desumanas envolvendo mamíferos marinhos e os ataques de treinadores foram expostos ao público. O SeaWorld vem recebendo muitas críticas, seu público diminuiu, e muitos investidores (…) cortaram relações com a empresa. Já que os negócios não vão bem nos Estados Unidos, SeaWorld quer instalar um de seus ‘parques de perversões’ em Dubai, destino turístico conhecido por sua arquitetura inovadora e interessante, por compras de artigos de luxo e por suas belas praias, não por abuso de animais,” consta da petição veiculada pela ONG PETA.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>