• Home
  • Secretário admite que peixes em quarentena do "Aquário do Pantanal" podem ser mortos

Secretário admite que peixes em quarentena do "Aquário do Pantanal" podem ser mortos

0 comments

Peixes estão em quarentena desde novembro (Chico Ribeiro/Governo do Estado)
Peixes estão em quarentena desde novembro (Chico Ribeiro/Governo do Estado)

O secretário estadual de Meio Ambiente, Jaime Verruck, disse em entrevista ao Jornal, Folha de São Paulo, que os peixes que deveriam povoar o Aquário do Pantanal, obra que em cálculos não oficiais custou R$ 170 milhões aos cofres públicos do Estado, podem ser mortos.

Os peixes estão em quarentena desde novembro de 2014. Em maio a Anambi Análise Ambiental, empresa contratada no governo de André Puccinelli (PMDB) para cuidar dos peixes, anunciou que mais de dez mil animais haviam morrido.

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) atribui às mortes à incapacidade técnica da empresa e no dia 29 de junho rescindiu o contrato com a Anambi, que chegou a receber R$ 3 milhões, do total de R$ 5,2 milhões firmados na gestão anterior.

Uma Comissão foi criada para estudar o que pode ter provocado a morte do animais. A princípio a suspeita é de que eles não tenham resistido à baixa temperatura. O caso também está sendo apurado pelo MPE (Ministério Público Estadual), que também investiga o valor gasto com a obra.

Com rompimento do contrato o Imasul (Instituto Estadual do Meio Ambiente) assumiu a quarentena dos animais. Até o momento não há uma data específica para a entrega dos tanques.

O secretário estadual de Meio Ambiente, afirmou que “no limite”, caso esse prazo se prolongue, pode doar os animais, despejá-los em um tanque maior ou “até matá-los e distribuir a carne”, disse o secretário de meio ambiente.

Na próxima semana o imasul deve entregar um relatório sobre as situação dos peixes,estrutura de armazenamento, além das medidas que devem ser adotadas para que os animais sejam mantidos vivos.

Fonte: Midiamax

Nota da Redação: Aquários e outros locais que aprisionam animais devem ser completamente extintos. Casos como o do Aquário do Pantanal servem para alertar a população mundial sobre a injustiça e crueldade escondida atrás de aquários e outros locais que mantém animais em cativeiro apenas para divertimento humano. É preciso clarear a consciência para entender e respeitar os direitos animais. Eles não são objetos para serem expostos e servirem ao prazer de seres humanos. As pessoas podem obter alguns minutos de entretenimento, mas para eles é uma vida inteira de exploração e abusos condenados pelo egoísmo humano.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Isso se chama incapacidade técnica e falta de boa vontade dos órgãos competentes. Preferem matar e soltá-los em um lugar apropriado, é mais fácil, depois de morto e só descartar.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>