• Home
  • Funcionários fazem apelo para adoção de cães abandonados no Campus da UEPB

Funcionários fazem apelo para adoção de cães abandonados no Campus da UEPB

0 comments

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Todos os dias, Claudiano Brito, funcionário da Universidade Estadual da Paraíba, Campus VII, em Patos, (UEPB/Patos), sai do Bairro Jatobá com destino ao Bairro do Salgadinho para deixar a alimentação das três cadelas que estão abrigadas de forma precária na universidade. Claudiano percorre uma média de 12 quilômetros quando somado a ida e a vinda da tarefa. A senhora Catarina Medeiros, que é auxiliar de serviços no Campus, divide a missão do cuidado com os cães.

A UEPB, localizada no Bairro Salgadinho, não é o local apropriado para os cães, pois dispõe de pouco espaço, não tem Restaurante Universitário para ajudar com o resto de comida e ainda depende exclusivamente da boa ação dos funcionários solidários. A cadela, que recebeu o carinhoso nome de Maristela gerou mais três filhotes. Os cães abandonados da UEPB já somaram 06, mas dois foram adotados por estudantes e um deles saiu e não voltou.

A sina dos cães abandonados na UEPB já dura 03 anos. Os funcionários querem que apareçampessoas que adotem os animais para que estes tenham um local adequado para viver. Claudiano relatou que as cadelas são amáveis e espertas. Ele disse que uma voluntária da Associação Patoense de Proteção aos Animais (APPA) se comprometeu em fazer cirurgia para que a cadela não possa gerar outros filhotes. Essa cirurgia só deverá acontecer quando uma das cadelas for adotada.

“A realidade na cidade de Patos é complicada, muito abandono de animais que se proliferam na cidade e na UEPB não é diferente. Há cerca de dois anos e meio tinha uma cachorrinha que começou a perambular por dentro do Campus e, infelizmente, acabou dando cria dentro do centro. Seis cachorrinhos nasceram aqui dentro e o que a gente teve de tomar como medida foi cuidar para que esses cachorrinhos não fosse para a rua para engrossar o número de animais abandonados que está fora de controle na cidade”, relatou Claudiano.

Animais, principalmente cães, se multiplicam pelas ruas de Patos por ausência de um local específico, tal como um Centro de Zoonoses para que aconteçam cirurgias que evitem a multiplicação desordenada de animais que perambulam pelas ruas do Município.

Fonte: Patos Online

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>