• Home
  • Protetores ajudam animais que estão morrendo de fome 'por causa de briga judicial' em Imbituva (PR)

Protetores ajudam animais que estão morrendo de fome 'por causa de briga judicial' em Imbituva (PR)

0 comments

Os humanos brigam por posse, terras, dinheiro e os animais pagam com dor, sofrimento, fome, morte. É justo? Não. Mas todos os que agem de maneira a causar morte lenta e dolorosa em seres sencientes,um dia terão de colher o que plantaram.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Cerca de 90 bovinos de uma fazenda de Imbituva, na região central do Paraná, ficaram aproximadamente dois meses sem se alimentar por causa de uma disputa judicial, entre herdeiros do antigo proprietário do local, que impedia o acesso à fazenda.

Alguns animais morreram de fome, segundo a ONG Amigos Leais. Os voluntários conseguiram, recentemente, uma autorização judicial para alimentar e medicar as vacas e bois da propriedade.

Conforme a ONG, na entrada da propriedade há ossadas de animais e, dentro da fazenda, há animais muito magros. “Eles estão bem desnutridos, alguns não conseguem se levantar, e a gente está tentando ajudar nisso aí”, comenta a voluntária da ONG Kelly Valenga.

O dono da fazenda morreu há cerca de 50 anos. A área estava sob a responsabilidade de um neto do antigo dono. No entanto, um tio do responsável pediu reintegração de posse da fazenda.

A Justiça concedeu a reintegração. O neto ficou impedido de entrar na área devido à decisão. Ele não foi localizado pela reportagem do G1 para comentar a decisão judicial.

Edson Gonçalves é o advogado do tio, que é o atual dono da área. Ele alega que o cliente não pode ser responsabilizado pela situação dos animais. “Os autores (do pedido de reintegração) não podem ser responsabilizados por estes animais já que (os bovinos) não pertencem a eles”, afirmou.

A Polícia Civil afirmou que aguarda decisão judicial para investigar os maus-tratos aos animais da propriedade.

Fonte: Folha Centro Sul

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>