• Home
  • Após sumiço, cadela fiel reaparece e já está com o tutor em Santa Gertrudes (SP)

Após sumiço, cadela fiel reaparece e já está com o tutor em Santa Gertrudes (SP)

0 comments

Cadela Nina reencontra o dono em Santa Gertrudes (Foto: Vanderlei Bitencourt/Arquivo Pessoal)
Cadela Nina reencontra o dono em Santa Gertrudes (Foto: Vanderlei Bitencourt/Arquivo Pessoal)

A cadela Nina, que estava desaparecida desde a tarde de domingo (14), reapareceu nessa segunda-feira (15), em Santa Gertrudes (SP). O animal ficou conhecido após ‘cuidar’ do tutor, o ex-morador de rua Robson Maria Pereira, que sofreu um acidente com um triciclo. O animal, que chegou a ser levado na ambulância, não foi mais visto depois que o dono foi atendido no hospital. Moradores se mobilizaram e também fizeram campanha nas redes sociais para localizá-la.

Amigo do ex-morador de rua, o caminhoneiro Vanderlei da Silva Bitencourt ajudou a divulgar o desaparecimento e contou que, por volta das 18h, a cadela já estava no galpão que vive junto com o tutor. “Estão juntos. Ele estava embriagado e não soube explicar como ela voltou, se foi sozinha ou se alguém entregou”, disse.

Ainda segundo Bitencourt, ela não tem ferimentos e está bem. “Está do mesmo jeitinho. Estava um pouco nervosa, mas depois me reconheceu.

Aparentemente não tem machucado, está normal”, afirmou o caminhoneiro, que ainda nesta segunda vai voltar ao local para alimentar o tutor e a cadela.

Entenda o caso

Na manhã de domingo, Robson andava de triciclo na Avenida Rêmolo Tonon quando caiu e bateu a cabeça. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atendeu a ocorrência e Nina, que estava com o tutor, entrou na ambulância com ele e o acompanhou até o hospital.

Durante o trabalho de socorro, Robson Maria Pereira foi colocado na maca e a cadela subiu sobre ele. O médico do Samu entendeu a ocorrência e liberou o transporte dos dois ao hospital. A vítima foi para o raio X , medicada e liberada. O animal ficou do lado de fora, recebendo água e alimentação. Depois, desapareceu.

Nina, como a cadela é chamada, acompanha o homem há mais 12 anos, desde que os pais dele morreram. No começo deste ano, uma moradora da cidade começou a ajudá-los e disponibilizou um barracão de uma cerâmica para eles dormirem.

Ainda emocionado com a ausência da companheira de todos os dias, Pereira falou com a reportagem do Jornal da EPTV na tarde desta segunda. “É o mesmo que perder um filho. É minha bebê, eu amo ela”, disse. Orgulhoso com a repercussão do caso, ele não poupou elogios à Nina, que ficou o tempo todo ao seu lado quando sofreu uma queda de triciclo. “Eu prefiro ela do que o ser humano. Enquanto as pessoas falam mal de mim, mais amor eu tenho na criação. Eu quero minha cachorra de volta”, disse antes do retorno da cadela.

Fonte: G1

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>