• Home
  • Cães e gatos são pendurados e tem suas peles arrancadas

Cães e gatos são pendurados e tem suas peles arrancadas

0 comments

Foto: Daily Mail
Foto: Daily Mail

Cães empalados em estacas e gatos amontoados em minúsculas gaiolas de arame são uma visão comum na cidade de Yulin, na região central da China.

O “festival da carne de cachorro” aconteceu por décadas no município e atraiu dezenas de pessoas até ser banido em 2014 pelo governo chinês.

Mesmo assim, dezenas de cães e gatos estão sendo roubados de seus tutores para serem abatidos e servidos na comemoração este ano. As informações são do Daily Mail.

Em 2014, o governo da cidade de Yulin foi incentivado a proibir o tradicional evento depois que dois milhões de manifestantes furiosos pediram o fim das mortes cruéis dos animais.

Mas uma investigação secreta encontrou cerca de 10 mil cães e gatos que estão sendo trazidos para Yulin para serem servidos no festival, que acontece em 22 de junho.

Segundo uma ativista dos direitos dos animais, o governo da cidade declarar que o festival não vai acontecer serve apenas para maquiar a realidade, já que “milhares de cães ainda vão morrer”.

— Chamem isso de festival ou não, o resultado é o mesmo.

Nos restaurantes da cidade, o item “carne de cachorro” foi retirado dos cardápios, em uma tentativa de maquiar a existência do festival. Já os funcionários dos matadouros locais foram instruídos a só matar os animais escondidos dos olhares dos curiosos, para não causar comoção na população.

Grande parte dos bichinhos encontrados ainda estavam vestindo suas coleiras, o que indica que eles foram roubados de seus tutores por traficantes de animais.Os traumatizados que sobrevivem são espancados até a morte ou tem suas gargantas cortadas enquanto ainda estão vivos. Esses atos de crueldade acontecem tanto em mercados de rua quanto em matadouros ilegais.

Na China, comer carne de cães não é proibido. O país não tem nenhuma lei que proteja os animais domésticos, mas o Ministério da Agricultura tem regras que exigem que cães e gatos devem ter “certificados sanitários” antes de serem transportados, já que as viagens longas aumentam os riscos de doenças que podem ser transmitidas para aqueles que consumirem a carne dos bichos.

Fonte: Alagoas 24 horas

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Mesmo proibido, os carniceiros sem alma e os comilões insaciáveis vão sempre encontrar um jeito de driblar a fiscalização, continuar a matança por debaixo dos panos e pobre do humano que mora lá e não pode defender seu cão do espancamento ou morte. É outro planeta, não quero ir pra lá, mesmo com passagens pagas de ida e volta com estadia em hotel 5 estrelas, tô fora, bem longe mas com pensamento positivo às bravas Ongs que ousam protegê-los lá, esmurrando a ponta das facas e enxugando gelo sem desistir deles, sofrendo, lutando e quase morrendo também por causa disso. Anjos e Heróis.

  2. NEM ENCONTRO PALAVRAS …. QUE TIPO DE GENTE FAZ ISSO?? DEUS QUE NOS PERDOE POR TUDO DE RUIM QUE FAZEMOS TENDO TANTAS COISAS BOAS AO NOSSO ALCANCE E NÃO APROVEITAMOS ESSA OPORTUNIDADE PARA NOS TORNARMOS PESSOAS MELHORES!!!

  3. Pobre animais, humanos sem adjetivos, que as ONGS e Protetores da China continuem na luta em defesa desses inocentes que passam por esta tamanha CRUELDADE diante do MUNDO sec XXI, que a mão de Jesus chegue até local,

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>