• Home
  • Homem é suspeito de decapitar cadela com terçado no interior do AC

Homem é suspeito de decapitar cadela com terçado no interior do AC

0 comments

Filhotes de cadela que teve cabeça decaptada, foram adotados por uma mãe de leite. (Foto: Rafaela Rebouço/Arquivo Pessoal)
Filhotes de cadela que teve cabeça decaptada,
foram adotados por uma mãe de leite.
(Foto: Rafaela Rebouço/Arquivo Pessoal)

Um homem é suspeito de decapitar uma cadela com um terçado, enquanto ela amamentava os filhotes. O caso ocorreu na segunda-feira (19), no município de Sena Madureira, localizado a 145 km da capital Rio Branco. De acordo com o delegado Rêmulo Diniz, o filho do suspeito estaria brincando e teria jogado uma sandália na cadela, que reagiu para defender os filhotes e arranhou a criança. Ao saber do ocorrido, o pai invadiu o quintal da tutora do animal, e a matou enquanto ela alimentava.

“Foi uma reação normal de um animal que estava com filhotes, ela não chegou a morder a criança, apenas arranhou um pouco, uma coisa comum. Ele entrou no quintal da proprietária e usou um terçado para decapitar a cadela”, disse o delegado.

Segundo Diniz, a tutora do animal registrou um boletim de ocorrência e a criança passou por um exame de corpo de delito. O suspeito está foragido e a polícia segue com as investigações sobre o caso.

O delegado explica ainda que a pena para o crime de maus-tratos contra animais é de detenção de três meses a um ano, podendo aumentar de um sexto a um terço se a violência provocar a morte do bicho. “A dona da cadela já foi ouvida e todas as providências estão sendo tomadas. Entretanto, o suspeito ainda não foi encontrado para dar explicações e está foragido”, finalizou.

Amiga da tutora que perdeu o animal, Rafaela Rebouço conta que conseguiu duas cadelas para amamentar os filhotes. Ela diz também que a tutora está muito abalada e não pretende seguir com um processo contra o suspeito.

“Minha vizinha tem duas cadelas que tiveram filhotes recentemente, mas já doamos todos. Então, pensei que elas poderiam ajudar a salvar esses animais, os amamentando. Falei com a dona e pedi para levá-los. A proprietária disse que não ia seguir com isso, pois ela se sente ameaçada. Tem medo desse homem tentar algo contra ela, ou a família dela”, disse.

Ações Preventivas

De acordo com Davi Maia, membro da diretoria da Sociedade Amor a Quatro Patas, a entidade teve conhecimento do caso e averiguou todas as informações que foram passadas. Ele destaca que o foco principal era salvar os filhotes e que depende da tutora seguir ou não com um processo contra o suspeito.

“Em um município pequeno, existe muito apelo popular e informações trocadas. Nesse caso, as leis são muito brandas, então para uma entidade como a nossa, só nos resta fazer um grande apelo em redes sociais e mostrar como o crime realmente aconteceu. Ainda precisamos falar com a dona do animal, para saber se ela vai seguir com essa situação. Isso vai depender muito dela”, explica.

Ele destaca que a associação trabalha com medidas preventivas com o objetivo de evitar situações como essa. “Nosso objetivo é sair em defesa do animal e julgar os maus-tratos cometidos. Queremos que as pessoas fiquem atentas para manter o animal dentro de casa, com um terreno cercado. Se o animal tiver cria, precisa ficar em um local que não tenha muito acesso às pessoas e que as mães não deixem os filhos brincar perto desses bichos. Mas destacamos que nada justifica a violência e crueldade contra o animal”, destaca.

Fonte: G1

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. ESTÃO CRIANDO UMA COBRA VENENOSA, POIS ASSIM COMO ESSE MONSTRO ASSASSINOU A POBRE CADELINHA,FUTURAMENTE ELE MATARÁ UMA CRIANÇA QUE BRIGAR COM O GRANDE FILHO QUE ELE TEM.
    ESSE MONSTRO PRECISA PAGAR PELO CRIME, POIS AO CONTRÁRIO, ESTAREMOS CRIANDO CADA VEZ MAIS ESSE MONSTRO PEÇONHENTO.
    CORAGEM DONA DA CADELINHA, POIS FUTURAMENTE PODERÁ SER A SENHORA A ASSASSINADA.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>