• Home
  • Garoto de nove anos de idade dá exemplo de veganismo

Garoto de nove anos de idade dá exemplo de veganismo

0 comments

(da Redação)

Foto: The Advocate/Heather McClelland
Foto: The Advocate/Heather McClelland

Dane Showalter nunca comeu carne, nem tomou um copo de leite, calçou sapatos de couro ou vestiu um suéter de lã.

Dane é vegano, e afirma que a vida sem coisas como hambúrgueres e milkshakes não é difícil. O garoto de 9 anos de idade não conhece outra forma de viver, segundo informações do The Advocate.

Ele adora tofu, frutas e vegetais. E, além disso, comer animais não o apetece.

Foto: The Advocate/Heather McClelland
Foto: The Advocate/Heather McClelland

“Número 1, comer carne é simplesmente maldoso”, diz Dane. “Número 2, não parece apetitoso para mim”.

Um garoto cheio de energia e falante, que ama mostrar o seu canivete de bolso e brincar com seus bonecos de ação, Dane é um garoto normal – e critica regularmente a dieta de seu pai.

“Eu digo, ‘sua comida fede’ “, conta ele, balançando a sua mão na frente do nariz.

Quando o pequeno vegano nasceu, seus pais – um pai gerente de obras carnívoro e uma mãe artista e vegana – falaram sobre isso e decidiram criá-lo de acordo com o estilo de vida da mãe, evitando qualquer coisa derivada de animais.

Foto: The Advocate/Heather McClelland
Foto: The Advocate/Heather McClelland

“Nós não vamos usar couro, nem lã ou qualquer coisa parecida”, declara Dane, fazendo as suas observações enquanto gesticula.

Ambos os lados da família Showalters sofrem de Diabetes tipo 2 e outras doenças relacionadas à alimentação, e eles sabiam que Dane estaria geneticamente suscetível.

“Nós pensamos no que seria saudável no longo prazo”, diz a mãe Ginamarie Showalter, de 48 anos. “Foi o tipo de decisão intuitiva”.

“Foi absolutamente a melhor coisa”, acrescenta o pai, Lee Showalter, de 53 anos.

Ginamarie Showalter tornou-se vegana aos 19 anos, após a sua mãe ter passado por um tratamento para diabetes. Colocada em uma dieta vegana, ela melhorara, e Ginamarie passou a ler sobre o veganismo. Então, ela conta ter se convencido de que era o modo de vida mais compassivo.

Foto: The Advocate/Heather McClelland
Foto: The Advocate/Heather McClelland

“Eu li sobre fazendas pecuaristas”, diz ela, “e percebi que eu poderia ser uma trava a mais naquela roda”.

Ela parou de se alimentar de carne, e somente mais tarde notou os benefícios em sua saúde.

Naquela época, as opções de alimentação veganas eram escassas. Ela começou a ler rótulos e aprendeu a preparar as suas próprias refeições.

Quando Dane era pequeno, as primeiras palavras que ele aprendeu a ler foram “xarope de milho rico em frutose”, brinca ela.

Os pais dizem que os amigos de Dane não zombam de seu estilo de vida. Eles até mesmo compram a ele um cupcake vegano especial nas festas de aniversário.

“Eles realmente não se importam muito”, diz Dane.

Em uma noite de sexta-feira há algumas semanas atrás, após Dane ter terminado as suas tarefas escolares do dia e ter caminhado com o seu cão, ele preparou um banquete com os seus pratos favoritos para dois convidados. Ele fez uma pizza vegana, cortou mangas, pepinos, tofu, cozinhou espinafre, e seu atual lanche preferido, um sanduíche grelhado com imitação de queijo.

Foto: The Advocate/Heather McClelland
Foto: The Advocate/Heather McClelland

Para ter a certeza de receberem a nutrição apropriada, Dane e sua mãe ingerem muitos grãos, e tomam suplementos de vitamina B. Seus hemogramas regulares revelam que eles não têm deficiências, diz Ginamarie Showalter.

“Ele se alimenta assim, um pouco de cada coisa”, explica ela. “Se você come uma variedade de alimentos, você obtém todos os nutrientes”.

Dane nunca foi exigente, e sempre esteve disposto a experimentar coisas novas.

“Eu provo uma vez e, se eu não gosto, não tenho que comer”, diz ele. “Algumas vezes eu digo que odeio. Outras vezes digo, ‘aleluia! aleluia! aleluia!’ “.

Para Dane, o seu estilo de vida vegano tem pouco a ver com saúde. Aos 9 anos de idade, ele não está preocupado com isso, mas diz ter a confiança de que, quando morrer, ele irá para o céu.

Ele se importa profundamente com os animais, voluntariando-se a brincar com cães em abrigos e levando cães dos vizinhos para passear.

“Animais são legais conosco, mas nós não somos legais com eles”, explica ele.

Seu pai diz suspeitar que um dia Dane irá entrar pela porta “comendo uma perna de frango”. Mas Dane afirma que nunca se sentirá tentado a comer carne.

A sua mãe está muito feliz por ele ter aprendido a gostar de alimentos saudáveis ainda jovem.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Não creio que um dia Dane irá entrar pela porta “comendo uma perna de frango”, como diz seu pai, porém muito provável que seu pai passe pela porta mastigando brócolis, carregando um frango vivo com suas belas e saudáveis pernas, para fazer parte da família como animal de estimação.

  2. A única parte chata é ele dizer que a comida dos outros fede. Bom que seja vegano, mas não precisa ser antipático.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>