• Home
  • Animais estão sendo envenenados em Foz do Iguaçu (PR)

Animais estão sendo envenenados em Foz do Iguaçu (PR)

0 comments

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Casos chamam atenção nas redes sociais e preocupam protetores; Denuncias devem ser feitas na Polícia Civil e Secretaria de Meio Ambiente. Nos últimos meses, diversos casos de maus-tratos a cães e gatos vieram à tona pelas redes sociais. Nesta semana, sete casos de envenenamento de animais domésticos foram descritos através de uma página no Facebook. Pelo menos um cachorro morreu depois de comer um pedaço de carne com veneno arremessado para dentro da residência.

As publicações chocam e preocupam os protetores, mas não impedem, no entanto, a prática dos criminosos. Por este motivo, a Polícia Civil e a Secretaria de Meio Ambiente reforçam a importância da denúncia.

“O procedimento adequado é fazer o boletim de ocorrência, porque configura crime de maus-tratos, previsto na Lei de Crimes Ambientais. O artigo 32 da lei prevê que quem praticar abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres ou domésticos está sujeito a pena que varia de 3 meses a 1 ano de prisão. Quando ocorre a morte, a pena aumenta em até um terço”, explicou o delegado da Polícia Civil, Geraldo Evangelista.

Mais do que registrar o BO, é importante ter fotos, imagens de câmeras de segurança ou testemunhas. Sem eles, não é aberto inquérito para investigar os crimes e dificilmente a Polícia Civil chegará aos autores.

O secretário de meio ambiente, João Matievicz lembra que além da denúncia na delegacia, é importante comunicar o caso a Secretaria, através do telefone 352-1207. “Hoje é muito difícil identificar os autores e isso acontece porque as pessoas não levam o caso adiante. Com um cadastro atualizado, mais cedo ou mais tarde chegaremos ao agressor”, disse. Em caso de morte suspeita, o CCZ também deve ser acionado para diagnosticar o animal. “Toda morte suspeita do animal com sintoma nervoso ou morte súbita deve ser comunicada ao CCZ para diagnostico diferencial de raiva”, explicou o veterinário André Leandro.

Salve o animal de um envenenamento

O cachorro Fred, da professora Talitha Bianchini foi envenenado duas em vezes em menos de um ano. Por sorte, a protetora conseguiu identificar os primeiros sintomas e agiu imediatamente. Ela deu a ele uma colher de sopa de água oxigenada volume 10, que em contato com o estomago se transforma em água morna salgada e faz o animal vomitar. Em seguida, Talitha deu carvão vegetal (ou carvão ativado) misturado com água – que ajuda muito em envenenamentos (inclusive em humanos).

“Esta composição foi indicada por um veterinário e é como um kit de primeiro socorros. Importante os donos de animais terem em casa”, disse.

O indicado nestes casos também é levar o animal a um veterinário.

Sintomas

Os principais sintomas de animais intoxicados são: apatia (não responde a estímulos e há mudança brusca do comportamento normal), salivação excessiva; tremores musculares ou fraqueza e até sangue na urina. Cães e gatos que sobrevivem às intoxicações correm o risco de ficar com sequelas dependendo da substância ingerida: tiques nervosos e convulsões esporádicas podem ser consequências da ingestão de raticidas.

Fonte: Gazeta

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>